Entretenimento

Eriberto Leão diz que se emociona ao gravar em cadeira de rodas

Da Redação ·
 O personagem vai sofrer um acidente de avião
fonte:
O personagem vai sofrer um acidente de avião

A paralisia de Pedro (Eriberto Leão), em decorrência do acidente de avião em que morre sua ex-noiva Luciana (Fernanda Machado) - as cenas vão ao ar hoje e amanhã, em Insensato Coração -, será temporária. Após passar um tempo em uma cadeira de rodas e fazer muitas sessões de fisioterapia, o piloto vai recuperar o movimento das pernas e voltará a andar. Durante o tratamento, porém, sofrerá de depressão e romperá o romance com Marina (Paola Oliveira).

continua após publicidade

"A paralisia é real, não é psicológica. Mas o dano na coluna não é irreversível. Pedro é submetido a uma cirurgia de descompressão das vértebras atingidas. O procedimento é um sucesso. Com exercícios, muita fisioterapia e dedicação, aos poucos, ele pode recuperar o movimento das pernas", adianta Ricardo Linhares, coautor da trama com Gilberto Braga.

continua após publicidade

Eriberto Leão não imagina se a paralisia do seu personagem terá a mesma repercussão do caso de Luciana (Alinne Moraes), que ficou paraplégica em Viver a Vida, mas garante que suas cenas são muito fortes. "Pedro ficará bom. Sabe que, se ele se dedicar à fisioterapia, tudo dará certo. Isso eu gosto muito nele, a disciplina", ressalta.

continua após publicidade

Gravar em uma cadeira de rodas tem sido complicado para o ator. "É realmente muito difícil. Quando o diretor dá o 'ação!', eu entro na história e me emociono de verdade, porque, mais do que perder a Marina ou ter causado a morte da Luciana, não poder voar é a grande questão para ele", diz.

Antes de voltar a andar, Pedro também vai usar muletas. "A recuperação total vai depender basicamente da força de vontade dele. E é aí que entra o dado psicológico da história. Ele se sente culpado pela morte de Luciana", frisa Ricardo Linhares.

continua após publicidade

Para agravar a situação, o piloto será considerado responsável pela queda do avião e perderá sua licença para voar. Sem andar e sem poder exercer a profissão, ele não encontrará motivação para se empenhar na fisioterapia, o que aumentará seu tempo de recuperação. "Pedro vai assumir toda a responsabilidade pela queda do avião", garante o autor.

continua após publicidade

Deprimido, o piloto achará que, se não tivesse se apaixonado por Marina, Luciana ainda estaria viva. O drama de Pedro, que se sente responsável pela vida dos passageiros a bordo de seu avião - no caso, a ex-noiva -, fará com que ele não queira mais ver a designer, embora não a culpe pelo que aconteceu.

Mais para frente, Marina também vai se decepcionar com atitudes do piloto, devido a uma série de armações feitas pelo irmão mais velho, Léo (Gabriel Braga Nunes), com quem a moça acabará se casando. Numa dessas armadilhas, Pedro vai se envolver com a prima apaixonada por ele, Irene (Fernanda Paes Leme), que ficará grávida