Entretenimento

Facebook se prepara para disputar liderança com Google

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Facebook se prepara para  disputar liderança com Google
fonte:
Facebook se prepara para disputar liderança com Google

Soberano na internet, com o maior número de visitantes, o Google conta agora com a concorrência de um site que, em apenas seis anos, colocou em dúvida sua supremacia na web. O adversário da ferramenta de buscas é o Facebook.

continua após publicidade


O fundador da rede social, Mark Zuckerberg, admitiu a disputa ao reconhecer no começo do mês que "há âmbitos nos quais as duas empresas concorrem". A vantagem do Facebook, diz ele, é ter uma visão radicalmente diferente do que os internautas procuram.

continua após publicidade

Ele não nega que seu objetivo seja "conquistar toda a internet", declaração atribuída a ele por uma jornalista da rede americana CBS.

continua após publicidade

Ainda que a vantagem numérica seja do Google, o Facebook está conseguindo superar o concorrente em outras áreas. Segundo a empresa ComScore, o site de buscas marcou cerca de 977 milhões de visitantes únicos em outubro em todo o mundo, contra 633 milhões para a rede social. No entanto, a empresa também notou que, em setembro, os internautas ficavam mais tempo nas páginas do Facebook do que nos sites do Google.

continua após publicidade
continua após publicidade

De acordo com Luo Kerner, analista da empresa de investimentos Wedbush Securities, a ascensão do Facebook marca o advento de "uma segunda internet".

continua após publicidade

- Poderia ser mais valiosa que a primeira porque estamos todos interconectados.

O especialista explica que o Google, por um lado, promete neutralidade nas informações, oferecendo dados adaptados automaticamente ao que o internauta divulga em sua consulta. Já o Facebook, por outro, fornece informações personalizadas.

Criado em 2004 como ferramenta de socialização para estudantes da Universidade de Harvard, o Facebook oferece informações pré-selecionadas pelos próprios internautas e sua rede de "amigos". Zuckerberg chama isso de "grafo social, a cartografia digital das relações reais das pessoas".

Com essa tecnologia, o Facebook conta com mais de 500 milhões de usuários cadastrados, o que fez de Zuckerberg o bilionário mais jovem do mundo: aos 26 anos, sua fortuna é estimada em R$ 11,5 bilhões (US$ 6,9 bilhões).