Entretenimento

Fundador do WikiLeaks tem que 'roubar' arquivos de Obama em game

Da Redação ·

A fama conquistada pelo australiano Julian Assange, fundador do site WikiLeaks, que vaza documentos secretos de governos e empresas do mundo todo, gerou frutos inesperados.

continua após publicidade

Além de virar ícone da cultura pop, Assange ganhou seu próprio game online. No jogo, o internauta - representado pelo fundador do WikiLeaks - tem que aproveitar a "soneca" do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, para "roubar" arquivos secretos do laptop do americano.

continua após publicidade

A missão é mais difícil do que parece, principalmente porque Obama "tem sono muito leve", conforme a descrição do game.

continua após publicidade

Embora o enredo do jogo seja obra de ficção, os ecos da vida real estão presentes. O governo dos Estados Unidos é um dos principais alvos de Assange, cujo site vaza, nas últimas semanas, centenas de milhares de documentos diplomáticos secretos.

De acordo com os advogados do australiano, a administração Obama tenta encontrar provas para acusar Assange de espionagem e conspiração.