Entretenimento

Benicio del Toro vai estrear como diretor em Cuba

Da Redação ·
 O ator Benicio Del Toro, que vai estrear como diretor de cinema, em cena do filme "Che", de Stevem Soderbergh
fonte: Divulgação
O ator Benicio Del Toro, que vai estrear como diretor de cinema, em cena do filme "Che", de Stevem Soderbergh

O ator porto-riquenho Benicio del Toro fará sua estreia como diretor no filme "Siete Días en La Habana" (sete dias em Havana, em tradução livre), que fará com outros seis diretores, entre eles o espanhol Julio Medem, o francês Laurent Cantet e o argentino Pablo Trapero, noticiou esta quinta-feira (9) a imprensa local.
 

continua após publicidade

Del Toro, que encarnou o lendário guerrilheiro Ernesto Guevara no filme "Che", de Steven Soderbergh, estabeleceu "uma forte ligação com os cubanos em mais de 12 visitas [à ilha]" e estreará como diretor do filme, anunciou a agência cubana Prensa Latina.
 

Além de Del Toro, Medem, Cantet e Trapero, participam do filme, que começou a ser rodado em janeiro, o argentino-francês Gaspar Noé, o palestino Elia Suleiman e o cubano Juan Carlos Tabío, codiretor do celebrado "Morango e Chocolate".
 

continua após publicidade

"Cada um vai fazer um curta de mais ou menos 15 minutos, que corresponda a um dia da semana em Havana. São curtas interessantes e cada um aborda uma faceta determinada da nossa realidade", declarou Tabío à estatal Radio Rebelde, ao ressaltar que o roteiro ainda não está "totalmente terminado".
 

Durante entrevista coletiva, no âmbito do 32º Festival de Cinema de Havana, Medem explicou que "desde o primeiro momento aceitou unir-se ao tributo por e para Havana com uma visão de fora e de dentro", enquanto Trapero opinou que a fita será "uma oportunidade maravilhosa para levar ao cinema o afeto especial que sente pela ilha".
 

O filme tem como roteirista principal o escritor cubano Leonardo Padura e a produção geral correrá a cargo do espanhol Alvaro Longoria, fundador da Morena Films, produtora do longa de Soderbergh.

continua após publicidade

Na 32ª edição do Festival Internacional do Novo Cinema Latino-americano, que termina no domingo, são apresentados 515 filmes, dos quais 120 disputam prêmios.