Entretenimento

As pessoas esperavam um disco voador", diz psiquiatra de Gerson"

Da Redação ·
 Marcelo Antony está muito satisfeito com o resultado da novela
fonte: Google
Marcelo Antony está muito satisfeito com o resultado da novela

"Quem se decepcionou com o segredo de Gerson esperava um disco voador, achava que o Silvio de Abreu [autor] deveria inventar um novo problema com sexo", diz o psiquiatra Flávio Gikovate, 67.

continua após publicidade

Na novela "Passione" (Globo), ele interpreta a si mesmo e é analista do personagem de Marcello Antony. No capítulo de ontem, Gerson revelou o que de tão secreto faz no computador: é viciado em "sexo sujo", pornografia, gosta de ver homossexuais transando em banheiro público, "daquele cheiro" etc.

continua após publicidade

Alguns telespectadores se mostraram decepcionados no Twitter e compararam a revelação ao final da série "Lost", que guardou por sete anos o mistério da ilha onde se passava a história.

Para Gikovate, a história de Gerson se mostrou "coerente". "Desde o início se sabe que ele é um cara do bem e desenvolveu dificuldades de relacionar sexo com amor. As pessoas acham que se pode inventar coisas escabrosas, bizarras, mas o sexo é simples", afirmou à Folha.

Entre as teorias que surgiram na internet, havia a de necrofilia. "Você conhece alguém viciado em sexo com cadáveres? Estou há 40 anos trabalhando com psicanálise e nunca soube de ninguém. Da forma como foi construída, a trama de Gerson é de utilidade pública, porque muita gente passa por isso. O compromisso do sexo com a vulgaridade se torna tão grande que surge a dificuldade de ter uma vida sexual em um clima de romantismo", analisa.

Corredor de carros, Gerson é patrocinado pela Goodyear, que tinha da Globo a garantia de que o problema do personagem seria algo do "cotidiano", nada que prejudicasse a marca.