Entretenimento

Sonda acha oxigênio em lua de Saturno

Da Redação ·
 Reia, a segunda maior lua de Saturno
fonte: Nasa
Reia, a segunda maior lua de Saturno

A sonda Cassini-Huygens, da Nasa (agência espacial dos EUA), detectou a presença de oxigênio e CO2 (dióxido de carbono) na atmosfera de Reia, a segunda maior lua de Saturno. É a primeira vez que um equipamento como esse consegue evidências diretas da presença de uma atmosfera com oxigênio em um outro astro ou planeta que não a Terra.

continua após publicidade

Pesquisadores de Estados Unidos, Reino Unido e Alemanha dizem que a presença de oxigênio na atmosfera do local é consistente com imagens feitas por equipamentos como o telescópio espacial Hubble.

Reia tem apenas 1.500 km de diâmetro e está sempre coberta por uma fina cobertura de gelo. A estimativa é de que a temperatura no local seja de -180ºC. A atmosfera do satélite, que tem 70% de oxigênio e 30% de CO2, tem apenas 100 km – é tão fina que se estivesse submetida à temperatura e à pressão da Terra, caberia bem em um prédio de tamanho médio.

continua após publicidade

A descoberta vai ajudar os cientistas a entender onde mais no Universo pode haver oxigênio e a planejar futuras missões no espaço, inclusive com humanos. A sonda Cassini tem viajado em torno de Saturno desde 2004 e fez um voo rasante sobre Reia em março deste ano – o equipamento chegou a apenas 97 km da superfície, o que é pouco em termos astronômicos.