Entretenimento

Internautas pedem que Chico Buarque devolva prêmio

Da Redação ·
 O cantor, compositor e escritor Chico Buarque, que recebeu o prêmio Jabuti de melhor ficção do ano pelo livro "Leite Derramado"
fonte: Karime Xavier/Folhapress
O cantor, compositor e escritor Chico Buarque, que recebeu o prêmio Jabuti de melhor ficção do ano pelo livro "Leite Derramado"

Uma petição on-line pede que o escritor e compositor Chico Buarque devolva o Prêmio Jabuti de Livro do Ano de Ficção que ganhou pelo romance "Leite Derramado" (Companhia das Letras).

continua após publicidade


"Chico, devolve o Jabuti!" foi criado no dia 13/11 e já reuniu, até ontem, 8.344 assinaturas.
 

O abaixo-assinado ganhou repercussão ao ser citado no blog de Reinaldo Azevedo, colunista da revista "Veja". Azevedo foi o terceiro a assinar a lista.
 

continua após publicidade

A polêmica começou quando Chico Buarque, segundo colocado na categoria romance do Jabuti, faturou depois o principal troféu do
prêmio, no dia 4/11.
 

O primeiro colocado entre os romances foi "Se Eu Fechar com os Olhos Agora" (Record), livro de estreia do jornalista Edney Silvestre.
 

"Como pode o segundo lugar da subcategoria se transformar, depois, no primeiro lugar da categoria geral?", diz o texto da petição.
 

continua após publicidade

O abaixo-assinado também afirma tratar-se de "uma lógica ou malandra ou 'asinina'. Burros, eles não são. Então se trata mesmo de malandragem".
 

Além dos erros de grafia, o site cita de forma incorreta o livro de Silvestre ("Se Eu Fechar os Olhos").
 

Já em defesa do escritor surgiu uma outra petição on-line: "Chico Buarque, fique com seu Jabuti". "Fique com seu Jabuti, Chico, porque você venceu dentro das regras", argumenta o texto.
 

continua após publicidade

"E só apela para o tapetão quem primeiro aceitou as regras e depois, ao ver que perdeu, denuncia essas mesmas regras que antes lhe pareciam suficientes para garantir a vitória."
 

O abaixo-assinado a favor de Chico acumulou até agora seis nomes.
 

Em protesto ao resultado do Jabuti, o Grupo Record, que edita Silvestre e Azevedo, anunciou que não participará mais do prêmio.