Entretenimento

"Golpe do baú" pode ter derrubado banco de Silvio Santos

Da Redação ·
 Silvio Santos dono do SBT
fonte: Arquivo
Silvio Santos dono do SBT

A principal hipótese para o rombo do Banco Panamericano, que foi coberto com um aporte de R$ 2,5 bilhões que virá do FGC (Fundo Garantidor dos Bancos), é uma suposta fraude nos resultados da empresa para melhorar os bônus que os executivos recebem no fim do ano.

continua após publicidade

O "golpe do baú" na instituição financeira do grupo Silvio Santos, segundo especialistas ouvidos pelo R7, teria sido a causa da demissão de toda a diretoria antiga e a contratação de novos profissionais.

O especialista em gestão de fraudes e diretor da consultoria B2 - Business Brain, Wagner Bronze Damiani, afirma que já viu esse tipo de prática acontecer em outras empresas e em outros setores da economia.

continua após publicidade

- Quando eu li isso hoje nos jornais, imaginei que era uma hipótese bem razoável. Sou professor no Brasil e nos Estados Unidos. Não há uma regulamentação bancária tão forte nos EUA como há no Brasil, mas, por outro lado, o [sistema] jurídico deles é muito bom e [lá] vai todo mundo para cadeia. Muitas vezes, a pessoa faz [as fraudes] no Brasil, mas ela só recebe umas “palmadas na mão”. As pessoas aprontam porque não têm tanto medo da punição.

João Ildebrando Bocchi, economista e professor de economia brasileira da PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo), concorda que a possibilidade de fraude para ampliar os lucros dos executivos é plausível..

- A discussão é se foi um erro ou não. Normalmente, o pessoal que trabalha nisso é muito competente no que está fazendo. Então, daí vem a possibilidade de ser algo intencional, porque são valores muito expressivos. Podem-se cometer pequenos erros contábeis, mas nessa escala realmente é estranho. Essa [fraude no balanço] é uma possibilidade concreta..

Pulverização dos negócios.

O Grupo Silvio Santos pulveriza seus negócios, ou seja, se arrisca em vários setores da economia. Além do Banco Panamericano, tem as lojas do Baú da Felicidade, a marca de cosméticos Jequiti, a rede de TV SBT, O Centro Cultural Grupo Silvio Santos, a imobiliária Sisan, a Liderança capitalização (que administra a Tele-Sena),a Braspag (empresa de pagamentos para e-ecommerce e call center), o Auto Moto Shopping Vimave (venda de veículos), e o Guarujá Jequitimar (hotel), entre outros..

Para Damiani, a diversificação dos negócios pode ajudar o grupo a obter melhor desempenho..

- Essa pulverização vai bem se tiver profissionais com muito conhecimento de cada negócio que se toca. No banco, tem que ter alguém especializado, na televisão, tem profissional especializado em televisão. Não há problemas em ter a pulverização. Aliás, em termos financeiros pode ser interessante porque um negócio pode ir bem e outro não, mas como estão em postos opostos se equilibram. É aquele ditado de colocar muitos ovos na mesma cesta. Eu não acredito que seja um motivo..

Dividir uma empresa em vários negócios pode ser benéfico para os negócios, explica o professor de economia brasileira da PUC-SP.

- É uma discussão antiga se vale a pena concentrar ou pulverizar negócios, o que diminui o risco porque você pode ter um setor ruim e outro melhor. Agora, há questões [legais] que não permitem empréstimos do banco a companhias do grupo. É possível que uma outra empresa do grupo tenha pegado dinheiro do banco, mas isso tem que ser apurado para ser comprovado.

continua após publicidade

Oferta de crédito no mercado

A terceira hipótese para a origem dos problemas uma possível tentativa de oferecer mais crédito no mercado do que poderia desembolsar, para aproveitar este mercado que está em alta.

Neste ano, o banco apresentou no segundo trimestre um prejuízo de R$ 20,9 milhões, comparado ao lucro de R$ 44,2 milhões no primeiro trimestre deste ano de R$ 51,1 milhões do segundo trimestre de 2009.

continua após publicidade

Para o professor da PUC, o rombo nas contas da instituição não tem ligação com as operações de crédito, ou seja, com supostos calotes dos clientes nos empréstimos.

- Mesmo com um pequeno aumento da inadimplência, nada explicaria um rombo desse porte. Quando você aumenta o volume de empréstimos, você pode ter um aumento de inadimplência. É uma possibilidade, mas há controle para controlar a inadimplência. Não acredito que isso tenha acontecido.

continua após publicidade

Supervalorização para atrair investidores

Outra hipótese levantada pelos os especialistas é que os diretores do Panamericano tenham inflado os lucros da empresas neste ano, na tentativa de recuperar a reputação no mercado. Como o banco tem ações negociadas na Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo), a ideia dos executivos seria, neste cenário, a de conseguir mais investimentos e, com isso, aumentar os bônus nos lucros, segundo Bocchi.

- Quem olha a situação do banco é um acionista na bolsa de valores ou um acionista que esteja comprando uma participação no banco. Os investidores poderiam pensar, então, que o banco valeria mais do que realmente valia. A própria Caixa avaliou a parcela por um valor, mas ela não tinha aquele valor. Mas ninguém se preocupa tanto com isso. Então, o principal motivo seria a hipótese da alteração do balanço.

.