Entretenimento

Recuo dos netbooks faz venda de computadores ficar abaixo de meta

Da Redação ·
 Os tablets, como o iPad, afetaram o avanço das vendas de netbooks.
fonte: Nicky Loh/Reuters
Os tablets, como o iPad, afetaram o avanço das vendas de netbooks.

As vendas de computadores ultrapassaram 88,3 milhões de unidades, mundialmente, no terceiro trimestre de 2010, o que representa um avanço de 7,6% na comparação com igual período do ano passado, informou o Gartner. Os resultados ficaram abaixo das expectativas da consultoria, que esperava um crescimento de 12,7% no terceiro trimestre.

continua após publicidade

"O principal inibidor foi o abrandamento na demanda de consumo de computadores nos Estados Unidos e na Europa. O terceiro trimestre é historicamente um período de forte consumo, conduzido pelas vendas de volta às aulas", aponta o analista do Gartner, Mikako Kitagawa. "A demanda por PCs portáteis, direcionada por notebooks de baixo custo, desacelerou após um crescimento bem forte nos últimos dois anos", observa o analista.

continua após publicidade

Na avaliação de Kitagawa, a febre dos tablets em torno de dispositivos como o iPad, da Apple, também afetou o avanço do consumo de netbooks, adiando algumas compras de computadores, especialmente nos Estados Unidos.

continua após publicidade

Empresas

A Hewlett-Packard continua na liderança do mercado mundial de computadores, com 15,4 milhões de unidades vendidas e 17,5% do setor no terceiro trimestre. A participação da fabricante sofreu uma ligeira queda em relação à fatia de 18,9% registrada em igual período de 2009, especialmente por conta do recuo de 20% nas vendas da região Ásia-Pacífico.

A Acer, em segundo lugar, vendeu 11,5 milhões de computadores entre julho e setembro e também perdeu participação de 14,3% no terceiro trimestre de 2009 para 13,1% entre julho e setembro deste ano.

continua após publicidade

Com 10,8 milhões de computadores vendidos no terceiro trimestre, a Dell ficou na terceira posição do mercado, com 12,2% de participação – ligeira alta sobre a fatia de 12,1% registrada um ano antes – e apresentou crescimento de 9,2% em unidades vendidas na comparação com julho-setembro de 2009.

continua após publicidade

Na quarta posição do ranking está a chinesa Lenovo, que vendeu 9,1 milhões de PCs e alcançou 10,4% de participação no terceiro trimestre – dois pontos percentuais acima dos 8,4% registrados em igual período do ano passado. Em quinto lugar, a Asus vendeu 4,8 milhões de máquinas e ficou com 5,4% de participação, seguida pela Toshiba, com 4,7 milhões de PCs vendidos e 5,3% do mercado global no terceiro trimestre.

América Latina

As vendas de PCs na América Latina somaram 8,2 milhões de unidades entre julho e setembro, um avanço de 9,9% ante igual período do ano passado.

"As vendas de PC no período de volta às aulas na América Latina foram lentas, e isso transpareceu na redução das vendas de computadores portáteis residenciais. Os consumidores foram em busca de vendas promocionais que simplesmente não se materializaram nas lojas de toda a região", avalia Gartner.