Entretenimento

Geisy Arruda é a segunda eliminada de "A Fazenda 3"

Da Redação ·
Geisy Arruda antes de entrar em A Fazenda
fonte: Divulgação
Geisy Arruda antes de entrar em A Fazenda

Com 57% dos votos, empresária Geisy Arruda, 21, foi eliminada na segunda roça da terceira edição do reality show "A Fazenda", da Record, na madrugada desta sexta-feira. Ela disputou a permanência no programa com a jornalista Janaina Jacobina, que perdeu o desafio semanal, e com o ator Dudu Pelizzari, indicado pelo fazendeiro da semana.
 

continua após publicidade

Geisy foi para a roça depois de ser votada por nove participantes. Sergio Mallandro, Viola, Daniel Bueno, Lizzi Benites, Janaína Jacobina, Dudu Pelizzari, Nany People, Andressa Soares e Ana Carolina Dias votaram nela.
 

A empresária ganhou um carro durante uma das provas do reality.
 

continua após publicidade

No começo do mês, os participantes Dudu e Geisy foram protagonistas do primeiro beijo de "A Fazenda 3".
 

O selinho aconteceu durante uma brincadeira entre os participantes. Eles interpretavam uma cena da novela "Miss Calada", criada por Sergio Mallandro no confinamento. O beijo teve até trilha sonora. Depois Geisy passou uma "cantada" em Dudu. Os participantes conversavam no quarto quando Mallandro chamou o colega de "galã". Geisy respondeu prontamente: "Esse galã tem dona, é da Calada", se referindo à sua personagem na novela.
 

Dudu Pelizzari foi indicado por Sérgio Abreu, fazendeiro da semana. Durante a semana, Abreu chamou os Dudu e Sérgio Mallandro de "traíra" e de "maluco que aliviou o traíra".

continua após publicidade

Na semana passada, Dudu combinou votos com integrantes da equipe Coelho, mas depois revelou a Janaína Jacobina que ela receberia os votos do grupo. Na ocasião, Mallandro era o fazendeiro da semana.
 

Geisy ganhou status de celebridade após a repercussão de um vídeo publicado na internet no qual a estudante era hostilizada por colegas da Uniban.
 

Eles não aprovavam o vestido curto rosa que ela escolheu para assistir à aula no curso de Turismo.
 

continua após publicidade

Após o caso, os advogados da estudante pediram indenização de R$ 1 milhão à universidade.
 

O incidente também transformou Geisy em celebridade instantânea. Ela participou de diversos programas de televisão e videoclipes e fez ensaios sensuais.
 

No Carnaval, ela desfilou em sete blocos em Salvador, na Gaviões da Fiel, em São Paulo, e na Porto da Pedra, no Rio de Janeiro.
 

A estudante lançou uma grife de vestidos chamada Rosa Divino e se prepara para ter sua história contada na biografia "Vestida para Causar".