Entretenimento

Menina de 9 anos recebe por engano vacina antirrábica canina

Da Redação ·
 Ouro Branco, interior de Alagoas. A criança procurou atendimento numa unidade de saúde do município após ser mordida por um cão
fonte: Google
Ouro Branco, interior de Alagoas. A criança procurou atendimento numa unidade de saúde do município após ser mordida por um cão

Uma menina de 9 anos recebeu por engano uma dose da vacina antirrábica canina, no lugar da antirrábica humana, em Ouro Branco, interior de Alagoas. A criança procurou atendimento numa unidade de saúde do município após ser mordida por um cão, na segunda-feira. Segundo o Ministério da Saúde, que suspendeu na semana passada em todo o país a vacinação contra raiva em cães e gatos, essa foi a primeira vez que um equívoco desta natureza ocorreu e foi notificado no país.

continua após publicidade

A menina, que está sendo monitorada por técnicos da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) de Alagoas, foi avaliada por médicos do Hospital Escola Hélvio Auto, em Maceió, e liberada logo depois por não apresentar alterações.

- Por precaução, a criança está sendo acompanhada, pois a vacina antirrábica canina, que deve ser aplicada em cães para prevenção da raiva, possui substâncias adjuvantes, que poderiam causar algum tipo de alergia - explicou Sandra Canuto superintendente de Vigilância em Saúde da Sesau.

continua após publicidade

De acordo com a Sesau, como a vacina possui vírus inativados da Raiva, impede que algum efeito negativo atinja a menina.

A Secretaria Municipal de Saúde de Ouro Branco investiga o caso.

O Ministério da Saúde decidiu, na última quinta-feira, suspender as campanhas de vacinação de cães e gatos contra raiva animal em todo o país. A decisão, que é preventiva, foi tomada após resultados de testes feitos pelo Ministério da Agricultura que comprovaram que o medicamento pode provocar reações adversas nos animais. O Rio de Janeiro e São Paulo foram os primeiros a apresentar problemas com a vacina. São Paulo já havia suspendido a vacinação.