Entretenimento

LAN houses são o 2º local em que crianças mais acessam a web

Da Redação ·
 17% das crianças dizem que as LAN houses são o local em que elas acessam a web com mais frequência
fonte: Paulo Pinto/04.jul.2007/AE
17% das crianças dizem que as LAN houses são o local em que elas acessam a web com mais frequência

Uma pesquisa divulgada nesta quinta-feira (7), pelo CETIC.br (Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação), revela que as crianças brasileiras de cinco a nove anos de idade acessam as LAN houses internet são o segundo local em que esse público acessa a internet com mais frequência, apesar de pessoas nessa idade só poderem frequentar esses locais acompanhadas de um responsável.

continua após publicidade

Segundo o estudo, ao serem questionadas sobre o lugar em que usam a web com mais frequência, 46% das crianças responderam que entram mais na internet mais vezes em casa, 14% na escola e 17% em LAN houses e 2% em outros lugares.

continua após publicidade

A regulamentação da lei diz que crianças até 12 anos podem entrar nesses lugares apenas com um responsável. Já os adolescentes entre 12 e 18 anos podem entrar apenas com autorização por escrito ou quando levados pelos pais. Menores de idade não podem utilizar o serviço após a meia-noite.

continua após publicidade

No total da população brasileira, 29% das crianças dessa faixa etária usam a internet, de acordo com resposta dada por seus pais. Nas regiões urbanas esse índice é de 31% e nas áreas rurais a proporção é de 18%.

Apesar de o acesso à web não ser feito com mais frequência na escola, as instituições de ensino são amplamente usadas para o uso do computador, sem necessariamente conexão à rede: 44% das crianças usam PC em casa, 40% na escola e 20% em LAN houses ou telecentros.

continua após publicidade

Fazer desenhos é atividade mais comum entre as crianças (80% delas fazem isso), seguida por escrever (64%) e escutar música (60%). Em relação ao uso da internet, 97% das crianças que navegam dizem que, nos três meses anteriores à pesquisa, acessaram joguinhos, 56% contam que brincaram em sites com desenhos de personagens da TV, 46% procuraram coisas para a escola, 31% conversaram com amigos ou parentes e 19% mandaram e-mail.

continua após publicidade

Entre todas as crianças de cinco a nove anos que navegam na web, 27% usam redes sociais para brincar ou trocar recados.

continua após publicidade

Uma das conclusões da pesquisa é que o baixo acesso à rede na escola está ligado a problemas de infraestrutura, como falta de conexão no local, restrição ou controle do uso da internet na escola, falta de preparo de professores e funcionários para orientar os alunos sobre uso de produtos tecnológicos em geral.

Alexandre Barbosa, gerente do Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação (CETIC.br), diz que o fato de que menos de um terço dessas crianças acessarem a web pode ser explicado, em parte, por se tratar de uma faixa etária ainda em processo de alfabetização. Mas o problema é maior.

- No caso do uso em domicílio, os principais problemas são o custo elevado do serviço, seguido pela falta de disponibilidade na área.