Entretenimento

Superlotação em show da banda Restart causa apreensão

Da Redação ·
 Banda Restart durante premiação
fonte: Divulgação
Banda Restart durante premiação

A superlotação da casa de shows Maddre, no show da banda paulista Restart, neste domingo, causou apreensão na médica e mãe da garota Camila, de 13 anos, Sandra Marques. Ela e outras mães reclamaram do atraso de uma hora do início do show e da falta de infraestrutura do local para a quantidade de público.

continua após publicidade

A Maddre tem capacidade para 1.500 pessoas, e, segundo Sandra, “não havia espaço para as crianças e adolescentes se mexerem”. Ela disse ter ficado aliviada de chegar ao final do show sem ter havido tumultos. Apesar do show curto, que durou 1h20, o público gostou, segundo ela.


04/10/2010 às 00:39
| ATUALIZADA EM: 04/10/2010 às 00:46 | COMENTÁRIO (1)
Superlotação em show da banda Restart em Salvador causa apreensão

continua após publicidade

Maiza de Andrade | A TARDE

A superlotação da casa de shows Maddre, no show da banda paulista Restart, neste domingo, causou apreensão na médica e mãe da garota Camila, de 13 anos, Sandra Marques. Ela e outras mães reclamaram do atraso de uma hora do início do show e da falta de infraestrutura do local para a quantidade de público.
 

A Maddre tem capacidade para 1.500 pessoas, e, segundo Sandra, “não havia espaço para as crianças e adolescentes se mexerem”. Ela disse ter ficado aliviada de chegar ao final do show sem ter havido tumultos. Apesar do show curto, que durou 1h20, o público gostou, segundo ela.


A gerência da Maddre foi procurada pelo telefone informado no site, mas as ligações não foram atendidas. Já os integrantes da Restart, Pelu, Koba, Pe Lanza e Thomas postaram comentários positivos no blog da banda sobre o show em Salvador. “A Bahia me conquistou no show de hoje”, disse Pe Lanza.