Entretenimento

'Se eu não fosse quem eu sou, não poderia entrar em determinados lugares', diz Péricles

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia 'Se eu não fosse quem eu sou, não poderia entrar em determinados lugares', diz Péricles
'Se eu não fosse quem eu sou, não poderia entrar em determinados lugares', diz Péricles

Para o cantor de samba Péricles, 48, o racismo é consequência da falta de educação. Em uma participação no "Ritmo Brasil", na "RedeTV!", o sambista comentou sobre os crescentes atos de preconceito racial que são divulgados na mídia.

continua após publicidade

"Eu tenho realmente visto as mais diversas manifestações de preconceito e enxergo tudo com uma certa tristeza. O problema está na falta de educação, porque gente educada não faz esse tipo de coisa", comentou.

Para ele, o fato de ser uma celebridade contribui para que ele não sofra tanto com o preconceito racial. "Se eu não fosse quem sou, não poderia entrar em determinados lugares. Em shopping center, por exemplo, se a gente entra recebe o olhar negativo das pessoas. É a mais pura realidade", completa.

continua após publicidade

No programa, que vai ao ar neste sábado (23), o ex-vocalista do Exaltassamba ainda cantou algumas músicas de seu trabalho mais recente que teve participações especiais de Marília Mendonça, MC Livinho, Djavan, entre outros.