Entretenimento

Kevin Spacey pede desculpas após acusação de assédio sexual e revela ser gay

Da Redação ·
Kevin Spacey ganhou o Globo de Ouro de melhor ator de série dramática. (Foto: REUTERS/Mike Blake)
Kevin Spacey ganhou o Globo de Ouro de melhor ator de série dramática. (Foto: REUTERS/Mike Blake)

O astro de Hollywood Kevin Spacey, o "Frank Underwood" da série americana House of Cards, exibida pelo Netflix, veio a público pedir desculpas depois de ter sido acusado de assediar um ator adolescente há mais de trinta anos.

continua após publicidade

No mesmo pedido de desculpas, Spacey admite, pela primeira vez, ter tido relacionamentos com outros homens. E diz que "escolhe viver agora como um homem gay".

As acusações contra Spacey foram feitas somente agora pelo ator de Star Trek Anthony Rapp que, à época, tinha 14 anos de idade. Rapp relatou que Spacey o convidou para uma festa e aparentava estar bêbado, quando o suposto incidente ocorreu.

continua após publicidade

Em entrevista ao site BuzzFeed News, o ator, de 46 anos, contou que estava sentado na beira de uma cama, após uma festa ocorrida no apartamento de Spacey, em 1986, quando o vencedor do Oscar, hoje com 58 anos, entrou no quarto.

"Ele me carregou no colo como um noivo carrega a noiva. Mas eu não me afastei inicialmente, porque estava me perguntando: 'o que está acontecendo?'. Ele, então, se deitou em cima de mim", disse Rapp.

"Ele estava tentando me seduzir. Eu tinha noção de que ele estava querendo investir em mim sexualmente", acrescentou o ator, que disse ter conseguido ir ao banheiro e escapar.

continua após publicidade

Rapp explicou que se sentiu motivado a revelar a história após o escândalo envolvendo o poderoso produtor de Hollywood Harvey Weinstein, acusado por mais de 50 mulheres de estupro e assédio sexual. Weinstein nega as acusações de sexo não consentido.

"Eu revelei a minha história, apoiado nos ombros das corajosos homens e mulheres que têm decidido falar", disse, no Twitter.