Entretenimento

Internautas acusam marca de papel higiênico preto de racismo 

Da Redação ·
Marina Ruy Barbosa aparece enrolada no papel higiênico preto. Foto: Divulgação
Marina Ruy Barbosa aparece enrolada no papel higiênico preto. Foto: Divulgação

Uma campanha publicitária está dando o que falar. A marca Personal lançou um papel higiênico na cor preta, e o slogam usado para promover e a estrela da campanha revoltaram internautas que acusam a campanha de racismo.

continua após publicidade

O Personal Black foi lançado com o slogan 'Black is Beautiful' (negro é lindo). A frase foi eternizada como ícone na resistência do movimento negro norte-americano, e inspirou a autoafirmação, empoderamento e igualdade entre as pessoas. 

Muitos internautas ficaram irritados pela escolha da frase ( e a importância que ela tem) sendo que a estrela da campanha é uma atriz branca. Marina Ruy Barbosa aparece enrolada em um papel higiênico negro. O que para muitos internautas contradiz o próprio slogam pelo fato de a atriz ser branca e não negra. 

continua após publicidade

Após a repercussão negativa a Personal retirou o slogam das redes sociais. Contudo, já era arde demais. 

O movimento Coletivo Sistema Negro se manifestou sobre o assunto. "Quando nós negros criamos uma frase (Black is Beautiful) é para empoderar e viabilizar nossa existência, dado que nossas vidas valem menos no cotidiano de uma sociedade racista. Não é e nunca será para vender papel higiênico. Tenham respeito!"

Com a repercussão e críticas, a diretora de marketing da marca, Lucia Rezende, resolveu se manifestar. 

continua após publicidade

"O preto é lindo. A cor sempre foi considerada ícone de estilo e refinamento dos universos de luxo e da moda. Agora, Personal Vip Black traz esse conceito também para a decoração", pontuou. 

A atriz Marina Ruy Barbosa não se manifestou sobre o assunto. Ela apenas desativou os comentários na foto da campanha que publicou em seu perfil no Instagram.