Entretenimento

Menino de 12 anos cria aplicativo para iPhone

Da Redação ·
 Aplicativo criado por Rafael pode ser baixado de graça na loja online da Apple; garoto não descarta cobrar no futuro
fonte: Divulgação
Aplicativo criado por Rafael pode ser baixado de graça na loja online da Apple; garoto não descarta cobrar no futuro

Toda semana, 15 mil aplicativos chegam à App Store. Muitos nascem no Brasil. A Apple conta com 4.800 desenvolvedores brasileiros. Foi à porta desse clube que foi bater Rafael Costa, 12 anos. Para surpresa dele, ela se abriu.

continua após publicidade

Como a Apple não aceita menores de idade, o pai de Rafael, Luiz Cláudio Costa, assumiu as formalidades. Porém, quem escreveu o Sweet Tweet foi o menino. Desenvolvimento não é a seara do pai, nem da mãe, Patrícia Costa. Ser aceito na App Store, no início deste mês, para Rafael, já era vitória, mas 230 downloads três dias após ser lançado superou as expectativas.

continua após publicidade

Por enquanto, ele não ganhou dinheiro. Ele optou pelo download gratuito - aberto a patrocínios -, mas não descarta cobrar no futuro.

continua após publicidade

- Primeiro as pessoas precisam degustar e gostar.

O discurso de empreendedor flui como o de desenvolvedor; ele explica que se preocupou "em maximizar a segurança; a cada twittada que envia, o usuário digita login e senha."

continua após publicidade

Você já enviou um post do iPhone? É preciso logar, digitar usuário e senha, carregar imagens e posts de terceiros e atualizar telas. O Sweet Tweet corta caminho. Login, senha, post e enviar! Simples, mas só de usar. A criação foi complexa.

Rafael conta que baixou o kit fornecido pela Apple (SDK). Por conta da documentação em inglês foi estudar o idioma. Depois, debruçou-se sobre o MacBook. Chegava da escola, fazia as tarefas e ia para o escritório, que fica em sua casa. "Perguntava o que estava fazendo e ele respondia: trabalhando!", recorda Patrícia.