'Mil caras' do teatro brasileiro dá uma verdadeira aula de história no Cine Fênix - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

Entretenimento

'Mil caras' do teatro brasileiro dá uma verdadeira aula de história no Cine Fênix

John Vaz na pele de Tiradentes. Foto: Divulgação
Foto por
Escrito por da redação
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

Neste sábado (29) o Cine Teatro Fênix de Apucarana recebe um espetáculo que vai dar uma verdadeira aula de história ao público. O ator John Vaz, conhecido como o mil caras do teatro brasileiro, é o protagonista da peça que explica como a Revolução Francesa influenciou a Conjuração Mineira. O espetáculo encerra o congresso maçônico realizado no município.

Para melhor compreender os motivos e as influências ideológicas da Inconfidência Mineira, e a participação de maçons na história, ator conduz o espetáculo para as trincheiras da Revolução Francesa. Apresentação é interativa. Público, figurantes e ator são integrados num único corpo cênico para reproduzir as batalhas entre as tropas invasoras vindas da Prússia e os franceses.

Foto: Reprodução

“O espetáculo vai começar na praça e monta uma trincheira com mesas e cadeiras”, adianta.

Dentro do teatro, o texto traz o ideário iluminista que influenciou fortemente a independência dos Estados Unidos, a Revolução Francesa e também os Conjurados Mineiros. Na cena o  público entenderá a estrutura do pensamento iluminista de Rousseau e Montesquieu.

“Para as pessoas entenderem o que foi a Inconfidência Mineira e Baiana, têm que entender o que foi o Iluminismo. Por isso a peça passa pela Revolução Francesa e baixa na Conjuração Mineira e Baiana”, comenta.

A terceira parte do espetáculo já é a própria história da conjuração. O texto revisa a versão oficial, tradicionalmente estudada nas escolas, no entanto, oferece uma outra interpretação,  tornando possível a abordagem dos fatos históricos em torno da Inconfidência  Mineira e a participação de maçons, de uma maneira crítica.

Foto: Reprodução

Mil caras do teatro brasileiro
O ator e diretor de artes cênicas, John Vaz, é especialista em interpretar personalidades da história. Por conta da diversidades de papeis ele ficou conhecido como o mil caras do teatro brasileiro. Vaz já foi coordenador do Teatro Museu da República, no Rio de Janeiro, de 1999 a 2007. Sua galeria de personagens inclui o poeta e ator francês Antonin Artaud, o filósofo marxista Louis Althusser, o seringueiro Chico Mendes, o presidente bossa nova Juscelino Kubitschek (o papel rendeu ao ator uma condecoração com a Medalha JK 2002) o presidente deposto João Goulart, o revolucionário Che Guevara, templário Jacques De Molay,  e o imperador Dom Pedro I. Agora, Vaz está na pele do Alferes Tiradentes, para dar outra aula de história, desta vez em Apucarana.  

Foto: Reprodução

John é um ator de teatro, no entanto, tem no currículo vários trabalhos na televisão, em parceria com grandes diretores. Na tv ele fez a minissérie “Amazônia” de Gloria Perez, e interpretou o coronel boliviano Rosendo Rojas. Também interpretou Jango na “minissérie JK” em 2006, participou da novela “Belíssima” em 2008 e "Beleza Pura" ambas no papel de policial. Todos os trabalhos produzidos pela Rede Globo. No cinema, interpretou Che Guevara, com direção de Gringo Cardia.

Foto: Reprodução

Serviço:

Revolução Francesa, Iluminismo e Conjuração Mineira

Neste sábado (29), às 22 horas no Cine Teatro Fênix, em Apucarana.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Deixe seu comentário sobre: "'Mil caras' do teatro brasileiro dá uma verdadeira aula de história no Cine Fênix"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Candidatos

Não encontramos candidatos com o filtro selecionado.