Entretenimento

No Dia do Sorvete, conheça os sabores mais bizarros

Da Redação ·
Sobremesa faz sucesso no mundo todo, entre crianças e adultos. Foto: Ilustração
Sobremesa faz sucesso no mundo todo, entre crianças e adultos. Foto: Ilustração

Hoje, 23 de setembro comemora-se o Dia Nacional do Sorvete. Que a sobremesa é muito gostosa, todo mundo sabe, tanto que é sucesso no mundo todo, entre crianças e adultos. Mas isso também depende do sabor. Existem muitas opções que vão além de morango e chocolate, algumas um tanto exóticas e que não agradam todos os paladares. Confira alguns sabores mais bizarros espalhados pelo mundo:

continua após publicidade

Sorvete de camarão frito 

No Dia do Sorvete, conheça os sabores mais bizarros fonte: Reprodução
continua após publicidade

Sorvete de alho 

No Dia do Sorvete, conheça os sabores mais bizarros fonte: Reprodução

Sorvete de bacon 

continua após publicidade

No Dia do Sorvete, conheça os sabores mais bizarros fonte: Reprodução

Sorvete de carne e restos de gordura 

No Dia do Sorvete, conheça os sabores mais bizarros fonte: Reprodução
continua após publicidade

Sorvete de lagosta

No Dia do Sorvete, conheça os sabores mais bizarros fonte: Reprodução
continua após publicidade

Sorvete de espaguete 

No Dia do Sorvete, conheça os sabores mais bizarros fonte: Reprodução

Sorvete de coração de frango 

No Dia do Sorvete, conheça os sabores mais bizarros fonte: Reprodução

ORIGEM
Foi na China de 4 000 anos atrás, quando uma sobremesa à base de leite e arroz foi congelada na neve. Rapidamente a delícia ganhou prestígio, mas apenas entre a nobreza, que podia dispor de leite (então uma mercadoria cara) e tinha como conservar a neve até o verão, valendo-se de câmaras frigoríficas subterrâneas. Em sua viagem à China, em 1271, o veneziano Marco Polo teria encontrado grande variedade de cremes congelados de frutas. 

As receitas vieram em sua bagagem, mas não saíram da Itália até meados do século XVI, quando um certo Buontalenti, cozinheiro de Catarina de Médici (1519-1589), introduziu a requintada sobremesa na corte francesa. Em 1670, o siciliano Francisco Procópio abriu em Paris um café que vendia sorvetes – a primeira sorveteria da história. O sucesso foi tão grande que, seis anos depois, havia mais de 250 fabricantes de sorvete na capital francesa. (Com informações da revista Superinteressante) 

No Brasil, o sorvete ficou conhecido em 1834, quando dois comerciantes do Rio de Janeiro compraram 217 toneladas de gelo, vindas em um navio norte-americano, e começaram a fabricar sorvetes com frutas brasileiras. Na época, não havia como conservar o sorvete gelado e, por isso, tinha que ser tomado logo após o seu preparo. Um anúncio avisava a hora exata da fabricação. O primeiro anúncio apareceu em São Paulo, no dia 4 de janeiro de 1878, contendo a seguinte mensagem: “SORVETES – Todos os dias às 15 horas, na Rua Direita, nº 44”.