Entretenimento

Matemáticos resolvem cubo mágico em 20 movimentos

Da Redação ·
 Matemáticos conseguiram bater recorde de 22 movimentos e solucionar o famoso cubo colorido em 20 movimentos ou menos
fonte: Getty Images
Matemáticos conseguiram bater recorde de 22 movimentos e solucionar o famoso cubo colorido em 20 movimentos ou menos

Uma equipe internacional de pesquisadores resolveu todas as combinações do cubo de Rubik - conhecido no Brasil como cubo mágico - e mostrou que elas podem ser obtidas em 20 movimentos ou menos, segundo seus trabalhos divulgados na internet.

continua após publicidade

O holandês Erik Akkersdijk é a pessoa que resolveu o quebra-cabeça mais rapidamente, em 7,08 segundos.

continua após publicidade

Essa revelação foi feita após o final de uma pesquisa de 30 anos destinada a chegar ao menor número possível de movimentos para resolver o quebra-cabeça geométrico tridimensional composto de 26 pequenos cubos, inventado em 1974 pelo húngaro Erno Rubik.

continua após publicidade

Segundo os matemáticos, que tiveram Morley Davidson, da Universidade Kent do Estado de Ohio, nos Estados Unidos, como um dos principais colaboradores desta pesquisa para resolver uma infinidade de combinações (43.252.003.274.489.856.000) do famoso cubo, "qualquer quebra-cabeça pode ser resolvido em 20 movimentos ou menos".

O matemático americano Morwen Thistlethwaite, da Universidade do Tennessee, nos Estados Unidos, tinha sido o primeiro a atacar o quebra-cabeça matemático para provar em 1981 que 52 movimentos eram suficientes.

continua após publicidade

Onze anos depois, seu colega holandês Hans Kloosterman diminuiu a marca para 42 movimentos, enquanto em agosto de 2008, os americanos Tomas Rokicki e John Welborn a fizeram desabar para 22.

continua após publicidade

Para resolver todas as combinações possíveis do cubo de Rubik, esses pesquisadores as organizaram em 2,2 milhões de grupos, contendo cada uma 20 bilhões de combinações.

continua após publicidade

Morley Davidson explica que seria "impossível" tentar calcular todas as combinações possíveis dos grupos. Para superar esse obstáculo, eles as diminuíram recorrendo à simetria para encontrar combinações semelhantes.

Dessa forma, os pesquisadores reduziram esse número para 56 milhões de grupos de 20 bilhões de combinações.

Os resultados iniciais dos trabalhos podem ser consultados no endereço www.cube20.org e devem ser publicados em revistas científicas em breve. No site, é possível resolver um cubo virtual.

Copyright AFP - Todos os direitos de reprodução e representação reservados