Entretenimento

StarCraft II: Wings of Liberty é lançado

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia StarCraft II: Wings of Liberty é lançado
fonte: Reprodução/Pop
StarCraft II: Wings of Liberty é lançado

A produtora Blizzard sempre foi famosa por criar games com jogabilidade única e conteúdo inquestionável. A pouco mais de uma década, a empresa criou uma série que carregaria uma legião de fãs por anos à fio. Essa série é "StarCraft", que agora, doze anos após o lançamento do capítulo original recebe sua primeira continuação.

continua após publicidade

O primeiro "StarCraft" se trata de um game de estratégia espacial em tempo real com uma jogabilidade simplesmente imbatível para a época. Mesmos os mais céticos ao gênero se renderam aos combates intensos e situações inesperadas encontradas na aventura. Já não era mais tedioso controlar unidades e tropas indiretamente e logo o game se popularizou e conquistou muitos e muitos fãs.

continua após publicidade

Fórmula de sucesso

Além da jogabilidade convidativa e descomplicada, o que também chamava a atenção em "StarCraft" era seu elaborado enredo e seu multiplayer competente.

continua após publicidade

"StarCraft II: Wings of Liberty" traz de volta tudo que fez o primeiro episódio um sucesso absoluto. A produtora apenas lapidou muito dos aspectos do game e manteve basicamente a qualidade do título original, adaptando a parte técnica, como gráficos, sons e recursos.

continua após publicidade

O herói do primeiro game, Jim Raynor, está de volta em uma nova e complexa aventura em sua implacável batalha contra a Supremacia do governo local, que na aventura anterior teria tachado o herói como terrorista e traidor.

As batalhas continuam intensas e o excelente design de fases propicia momentos extremamente envolventes e cativantes. Esses momentos, somados ao envolvente enredo e aos personagens carismáticos, fazem da experiência ao jogar "StarCraft II" algo tão intenso que será difícil sair da frente do monitor.

continua após publicidade

Não bastasse toda a qualidade natural, os brasileiros ainda têm a vantagem de jogar o game totalmente localizado, com textos, legendas e até mesmo elementos particulares como ícones e inscrições em unidades em português do Brasil.

continua após publicidade

Claro que os mais exigentes encontrarão algum problema de tradução aqui e ali, mas o que conta mesmo é que agora o enredo pode ser 100 % aproveitado e apreciado; além de ser muito mais emocionante ouvir aliados e inimigos falando em nosso idioma.

Multiplayer melhorado, porém limitado

As modalidades multiplayer continuam funcionando muito bem e trazem conteúdo para deixar até mesmo o mais hardcore dos jogadores ocupados por um bom tempo. Nessa modalidade é possível jogar com três raças, os Terranos, Zergs ou os Protoss, que trazem características bem distintas entre si. Além disso, o desempenho é perfeito, sem lags (travadas) ou qualquer contratempo, sem falar nas batalhas que são ainda mais emocionantes que as disputadas contra a inteligência artificial.

Ainda existe um conceito que não pune os iniciantes nas primeiras partidas, até que os mesmos se familiarizem com a mecânica de Wings of Liberty. Mais uma novidade é um completíssimo e detalhado tutorial. Por outro lado, infelizmente só é possível enfrentar jogadores da América Latina no momento, o que certamente deixará alguns jogadores decepcionados.

"StarCraft II: Wings of Liberty" talvez seja o melhor lançamento do ano. Mas independente da premiação que receber, é uma verdadeira obra-prima que tem um gosto especial para nós brasileiros pelo excelente trabalho de tradução. Sem dúvida deve garantir mais uma década de fama para a Blizzard, que merecidamente volta a figurar entre as principais produtoras do gênero.