Entretenimento

Mulheres fazem protesto em São Paulo contra estupro e violência de gênero

Da Redação ·
Foto: Fabio Braga/FolhaPress
Foto: Fabio Braga/FolhaPress

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Em repúdio ao caso de estupro coletivo de uma menor estuprada no Rio, um grupo formado majoritariamente por mulheres e coletivos feministas realiza protesto em São Paulo na noite desta quarta-feira (1º).

continua após publicidade

O ato, que teve início no vão livre do Masp, na avenida Paulista, protesta contra a violência de gênero. As manifestantes exibem cartazes com dizeres como "estupro nunca mais" e "ser mulher sem temer".

Na descrição do evento criado no Facebook para convocar a manifestação, as mulheres escreveram que "devemos nos juntar e não deixar que esses 30 homens andem impunes e como se nada tivesse acontecido. Queremos eles na prisão".

continua após publicidade

A frase é uma referência ao vídeo que circulou da menor estuprada, em que um grupo de homens, em meio a risadas, toca nas partes íntimas da garota e diz que ela foi violentada por "mais de 30".

As mulheres seguiram em passeata pela rua Augusta em direção à praça Roosevelt, bloqueando temporariamente o trânsito na rua, no sentido centro. O ato será encerrado na praça. A Polícia Militar não informou a estimativa de manifestantes.

Ainda nesta quarta, foram realizados protestos semelhantes em Belo Horizonte, Porto Alegre, Brasília, Rio de Janeiro, Bauru (SP), Limeira (SP), Bertioga (SP) e Maringá (PR).