Entretenimento

Marieta Severo diz que defender MinC não é ignorar saúde e educação

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A atriz Marieta Severo, que se apresentou na ocupação do prédio da Funarte no Rio, nesta quinta-feira (19), pediu para que as pessoas parassem de opor as manifestações pela volta do Ministério da Cultura a reivindicações por melhorias na saúde e na educação.
"Não coloquem a cultura em uma posição contrária à saúde e à educação", declarou a atriz em um depoimento à página do Circuito Universitário de Cultura e Arte (Cuca) da UNE (União Nacional dos Estudante) depois de se apresentar.
"O que nós queremos é construir um país junto com a saúde, junto com a educação, mas dentro de um governo legítimo. Não queremos isso em um governo ilegítimo. Nós não reconhecemos esse governo", acrescentou Marieta sobre o presidente interino Michel Temer.
A atriz, que na segunda (16) participou de reunião de artistas contrários ao fim do MinC, leu um poema de Vinicius de Moraes para os participantes da ocupação.
Além dela, Otto, Lenine, Frejat e Leoni já se apresentaram no Palácio Capanema, no centro do Rio. Na noite desta sexta-feira (20), o local recebeu Caetano Veloso e Erasmo Carlos.
O Rio é uma das 16 capitais com manifestações contra o governo interino. Em todos os Estados, os participantes organizam agendas culturais com shows, oficinas e palestras nos locais.

continua após publicidade