Entretenimento

Governadores do Nordeste criticam fim do Ministério da Cultura

Da Redação ·

JOÃO PEDRO PITOMBO
SALVADOR, BA (FOLHAPRESS) - Os nove governadores de Estados do Nordeste assinaram uma carta nesta quinta-feira (19) criticando a decisão do presidente interino Michel Temer (PMDB) de extinguir o Ministério da Cultura.
Na carta, os governadores "manifestam-se em defesa da integridade do Ministério da Cultura, contra sua extinção e pelo fortalecimento das políticas construídas ao longo de seus 31 anos de existência".
Também destacam o Sistema Nacional de Cultura e o Plano Nacional de Cultural como "marcos institucionais importantes" para a "democratização do acesso aos bens e serviços culturais".
Entre os signatários da carta estão dois governadores do PMDB: Renan Filho (AL), filho do presidente do Senado Renan Calheiros, e Jackson Barreto (SE).
Também assinam os governadores Rui Costa (BA), Camilo Santana (PT-CE), Wellington Dias (PT-PI), Flávio Dino (PCdoB-MA), Paulo Câmara (PSB-PE), Ricardo Coutinho (PSB-PB) e Robinson Faria (PSD-RN).
Os governadores reuniram-se em Maceió para discutir questões como a renegociação das dívidas com a União e a autorização do Tesouro Nacional para liberação de novos empréstimos aos Estados.

continua após publicidade