Entretenimento

Ministro diz que não haverá cortes para a área da cultura

Da Redação ·

PAULO SALDAÑA, ENVIADO ESPECIAL BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS)  

continua após publicidade

O ministro da Educação e Cultura, Mendonça Filho (DEM), afirmou que não haverá cortes orçamentários para a área da cultura, mesmo com a perda do status de ministério.

Segundo o ministro, o funcionamento dos programas de incentivo ao audiovisual e de incentivo à cultura, a Lei Rouanet, não serão interrompidos. "Não tem queda de orçamento", defendeu. "Estão dando muita importância para a questão de estrutura e pouca importância à finalidade específica. Serão mantidas todas as missões da Cultura e os programas de financiamento". 

continua após publicidade


O fim do Ministério da Cultura provocou forte reação de artistas e militância. Além de ter recebido mensagens reprovando a medida, o governo do presidente interino Michel Temer teve que enfrentar ocupações em prédios públicos em ao menos dez capitais. 

Mendonça Filho afirmou que a Secretaria Nacional de Cultura terá "mais agilidade" administrativa. Segundo ele, apenas cargos espelhados com o MEC, como o próprio ministro e coordenadores, serão cortados neste momento.