Entretenimento

ATUALIZADA

Da Redação ·

SILAS MARTÍ
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Quando coveiros jogavam as últimas pás de terra sobre o caixão de Cauby Peixoto, morto aos 85 neste domingo (15), amigos e parentes no cemitério Congonhas, na zona sul de São Paulo, cantaram versos de "Conceição", uma de suas músicas mais famosas.
Amiga de Cauby, a também cantora Ângela Maria cedeu o túmulo de seu jazigo para que o cantor fosse enterrado. Ela foi uma das primeiras a deixar o enterro, por volta das 16h desta segunda (16).
Logo depois do sepultamento, o túmulo foi coberto por coroas de flores, a última delas enviada pelo empresário e apresentador de televisão Silvio Santos.
O enterro de Cauby foi rápido e sem discursos. Amigos próximos diziam que o músico seria cremado, mas no último minuto a família mudou de ideia.
Na saída, o cantor Roberto Leal, amigo de Cauby, foi rodeado de fãs pedindo que ele também cantasse "Conceição".
"Ele era um homem privilegiado e espiritualizado, de alma colorida", disse Leal. "Ele me ensinou a dizer mais com menos palavras. Que os anjos no céu cantem para ele como ele cantou para nós na Terra."

continua após publicidade