Entretenimento

Precursor da arte geométrica, francês François Morellet morre aos 90 anos

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Considerado um dos mais importantes nomes de sua geração na França, o pintor, escultor e artista visual François Morellet morreu na noite desta terça-feira (10), aos 90 anos, anunciou sua galeria com sede em Paris, pelo Twitter.
O artista é conhecido por sua obra minimalista, que explora a abstração geométrica. O estilo neutro, a repetição e o predomínio das linhas são marcas de seu trabalho.
Uma mostra com obras significativas de sua produção nos anos 1970, montada em comemoração ao seu 90º aniversário, está em cartaz desde 30 de abril na Dan Galeria, em São Paulo. A exposição vai até o próximo dia 31.
Morellet nasceu em 1926 em Cholet e aprendeu sozinho a pintar ainda na adolescência.
Depois de um breve período de pintura semi-figurativa, voltou-se à arte abstrata nos anos 1950, quando teve sua primeira exposição individual na galeria Creuze, em Paris.
Em 1960, fundou, ao lado de Julio Le Parc e outros artistas, o coletivo de arte cinética e ótica Grav (Groupe de Recherche d'Art Visuel). Desde então, passou a trabalhar com iluminação e tubos de neon.
Também explorou outros materiais, como tecido e fita adesiva, sempre investigando as formas e os diferentes usos do espaço.
Seu trabalho ganhou uma grande retrospectiva, em 2011, no Centre Pompidou de Paris. O artista tem obras em coleções públicas e privadas da Suíça, Grã-Bretanha, Itália, Holanda e EUA.

continua após publicidade