Presidente do júri em Cannes, diretor George Miller diz apoiar controvérsias - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

Entretenimento

Presidente do júri em Cannes, diretor George Miller diz apoiar controvérsias

Escrito por Folha Press
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

GUILHERME GENESTRETI, ENVIADO ESPECIAL*
CANNES, FRANÇA (FOLHAPRESS) - A abertura da 69ª edição do Festival de Cannes, tradicional mostra de cinema que começou nesta quarta (11) na cidade litorânea francesa, foi marcada por piadas dos membros do júri e perguntas sobre uma possível parcialidade dos jurados.
Presidente do grupo de nove jurados da competição oficial de Cannes, o cineasta George Miller (da franquia "Mad Max") disse que decisões controversas são esperadas.
"Somos um monstro de nove cabeças, cada um com uma opinião", disse o diretor australiano. "Tenho certeza de que haverá pressão para que certos filmes sejam premiados, mas não levaremos isso em conta. Uma vez ouvi: 'A decisão do júri só é interessante quando é controversa'."
Outros membros do júri foram questionados a respeito de sua isenção para julgar os filmes na competitiva. O ator dinamarquês Mads Mikkelsen ("A Caça"), por exemplo, já participou de quatro filmes dirigidos pelo conterrâneo Nicolas Winding Refn, que compete neste ano por "The Neon Demon".
"Verei o filme dele como verei os outros", defendeu-se o ator, que afirmou que, nem se quisesse, conseguiria sozinho convencer todo o júri a premiar qualquer filme em particular.
Além de Miller e Mikkelsen, fazem parte do júri desta edição as atrizes Vanessa Paradis, Kirsten Dunst e Valeria Golino, os diretores László Nemes (vencedor do Oscar por "O Filho de Saul") e Arnaud Desplechin, a produtora iraniana Katayoon Shahabi, além do ator Donald Sutherland.
As piadas de Sutherland, aliás, dominaram a coletiva. O ator canadense reclamou duas vezes do ar-condicionado ("é sério, minhas costas estão congelando") e contou anedotas espirituosas.
Quando perguntado sobre como se sentia julgando os filmes da disputa, respondeu contando uma piada em que autoridades do século 20 dizem que para avaliar as consequências da Revolução Francesa ainda "era muito cedo".
O Festival de Cannes vai até o dia 22 de maio, dia em que ocorre a cerimônia de entrega da Palma de Ouro, prêmio máximo do evento cinematográfico.

* O jornalista GUILHERME GENESTRETI se hospeda a convite do Festival de Cannes

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Deixe seu comentário sobre: "Presidente do júri em Cannes, diretor George Miller diz apoiar controvérsias"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Candidatos

Não encontramos candidatos com o filtro selecionado.