Mais lidas

    Entretenimento

    Entretenimento

    Jennifer Lopez é criticada por clipe feminista

    Escrito por Folha Press
    Publicado em 06.05.2016, 15:25:27 Editado em 27.04.2020, 19:50:45
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Jennifer Lopez lançou nesta sexta (6) o clipe de "Ain't Your Mama" (não sou sua mãe), música principal de seu novo disco, que deve chegar às lojas ainda este ano.
    Com pegada feminista, o vídeo (https://www.youtube.com/watch?v=Pgmx7z49OEk) apresenta J. Lo interpretando vários papéis: uma dona de casa cujo figurino a coloca nos anos 1960, uma operária, uma secretária e uma executiva. Em comum, todas têm de lidar com situações machistas do cotidiano.
    O clipe, que tinha tudo para agradar pelo discurso de igualdade de gênero, gerou controvérsia por ter recebido direção artística de Dr. Luke, acusado pela cantora Kesha de assédio moral e sexual.
    "Jennifer Lopez sabia que tinha cometido um erro ao ter Dr. Luke produzindo seu vídeo, então ela usou feminismo para não ser criticada", escreveu um internauta.
    Meghan Trainor é coautora da canção. Ela defendeu Jennifer das acusações afirmando que a colega não sabia da direção de Dr. Luke.
    A polêmica acabou fazendo com que poucos notassem um presentinho de Rihanna a J. Lo: as botas azuis [parte da coleção de Rihanna para a Manolo] com as quais esta aparece na parte final do vídeo.
    "Adoro esta garota, ela é tão das garotas", agradeceu Jennifer.

    Gostou desta matéria? Compartilhe!

    Mais matérias de Entretenimento

    Deixe seu comentário sobre: "Jennifer Lopez é criticada por clipe feminista"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.