Entretenimento

Aos 80, José Mojica Marins ganha mostra na Cinemateca Brasileira

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Homenageado na Mostra de Cinema de SP em 2015, o cineasta José Mojica Marins, o Zé do Caixão, ganha novo tributo na cidade a partir do dia 10 de março. Desta vez, a Cinemateca Brasileira celebra a obra do mestre do terror brasileiro e seus 80 anos de vida promovendo sessões gratuitas de 20 filmes de sua autoria.
Nascido em uma sexta-feira 13, José Mojica, que não gosta mais de ser chamado de Zé do Caixão, popularizou o gênero do terror no Brasil com "À Meia-Noite Levarei Sua Alma" (1963), a epopeia do coveiro psicopata à procura de uma mulher para gerar seu herdeiro perfeito.
Para relembrar sua trajetória, serão exibidas produções como "Esta Noite Encarnarei no Teu Cadáver" (1966), "O Despertar da Besta (1969)" e "Quando os Deuses Adormecem" (1972). Em cartaz até o dia 4 de abril, a programação estará disponível na sala BNDES ou na área externa.
Até o começo de abril, a retrospectiva apresenta seus clássicos e obras raras, como "Demônios e Maravilhas" (1987) e "Meu Destino em suas Mãos" (1963), além de títulos emblemáticos ou que Mojica roteirizou, musicou ou produziu. A agenda completa pode ser encontrada no site da Cinemateca - cinemateca.gov.br.

PROGRAMAÇÃO

QUINTA (10)
SALA BNDES
19h30 "O Estranho Mundo de Zé do Caixão"

SEXTA (11)
SALA BNDES
19h "Exorcismo Negro"
21h "À Meia Noite Levarei sua Alma"

SÁBADO (12)
Sala BNDES
19h "A Estranha Hospedaria dos Prazeres"

Área Externa
21h "Esta Noite Encarnarei no teu Cadáver"

DOMINGO (13)
Sala BNDES
18h "Sexo e Sangue na Trilha do Tesouro"
20h "Encarnação do Demônio"

QUINTA (17)
Sala BNDES
18h "D'gajao Mata para Vingar"
20h "Meu Destino em suas Mãos"

Cinemateca Brasileira
Largo Senador Raul Cardoso, 207, tel. 3512-6111.
Qui. a dom., a partir das 18h, até o dia 4/4.