Entretenimento

Ignorado no Oscar, Idris Elba leva Spirit Awards de ator coadjuvante

.

FERNANDA EZABELLA
LOS ANGELES, EUA, (FOLHAPRESS) - O ator inglês Idris Elba foi o primeiro vencedor do dia no Spirit Awards, considerado o Oscar do cinema independente, pelo trabalho de ator coajuvante no filme "Beasts of No Nation", produzido pela Netflix.
"Não queria demonizar meu personagem e levar ao público algo que não fosse realista ou algo clichê", disse Elba ao jornalistas.
O ator falou que teve um filho um mês antes de começar a filmar e que ficar longe foi um grande desafio. "Foi a coisa mais difícil para mim, porque minha mente estava naquele outro espaço", comentou.
Elba é também um dos produtores de "Beasts of No Nation". "Tenho muito mais orgulho sendo o produtor do que por minha performance. Como produtor, foi vai contra muitas coisas, muitas portas se fecham. E, neste caso, foi muito difícil conseguir fazer este filme. Foi um esforço de equipe."
Fora da disputa pelo Oscar, Elba também levou o mesmo prêmio no Sindicato dos Atores.
O Spirit Awards acontece sempre no dia anterior ao Oscar, numa atmosfera bastante diferente e mais relaxada, pela manhã, numa enorme tenda montada na praia de Santa Mônica, em Los Angeles. Criado em 1984, o prêmio homenageia filmes americanos ou sobre a cultura do país feitos com até US$ 20 milhões.
Também ao contrário do Oscar, criticado pela falta de indicados negros, esta edição do Spirit foi bastante diversificada. Segundo a organização Film Independent, 48% dos indicados do Spirit vieram este ano de filmes escritos, produzidos ou dirigidos por "gente de cor" e 77% por mulheres nestas posições.
O prêmio acontece neste sábado. Outros vencedores foram "Spotlight - Segredos Revelados" por melhor montagem, "Carol" por fotografia, "O Quarto de Jack" por roteiro de estreia, e "The Look of Silence" por documentário.