Entretenimento

Novela 'Os Dez Mandamentos' ganha livro

Da Redação ·
'Os Dez Mandamentos' ganha livro (Crédito: divulgação)
'Os Dez Mandamentos' ganha livro (Crédito: divulgação)

Há quem diga que uma adaptação literária de "Os Dez Mandamentos" seja redundante, dada a existência da Bíblia. A editora Thomas Nelson discorda. Em dezembro, a trama de amor, intrigas e heroísmo da novela retorna ao papel, com o formato romanceado da história de Vivian de Oliveira em tiragem de 15 mil exemplares. Em pouco mais de três semanas, a equipe de quatro redatores encabeçada por Marcelo Santos, 37, debruçou-se sobre os roteiros dos 176 capítulos assinados pela autora para adaptá-los de volta ao meio do qual se originaram.

continua após publicidade


"O texto da Vivian tem uma característica, que é tentar manter sempre o suspense e multiplicar os conflitos", explica Santos. "O livro dispensa essas pequenas tensões. Passamos por cima para não ficar repetitivo." Para tornar a trama mais enxuta, personagens periféricos e seus conflitos foram eliminados. O resultado é um ritmo corrido, no qual diálogos se amontoam e breves narrações substituem dilemas emocionais. 


As diferenças entre livro e folhetim são sentidas logo no primeiro capítulo, em que uma cena de três minutos da novela é resumida a uma passagem curta ("Miriã seguiu caminho para as margens do rio Nilo e presenciou vários soldados lançando os bebês às águas").
O diretor editorial Omar de Souza, 52, defende as mudanças. "Transpôr uma narrativa televisiva para os livros obviamente oferece uma experiência diferente para o leitor. Isso é necessário para dar a fluência exigida por uma obra literária -caso contrário, seria injusto com ele [leitor]", opina. 

continua após publicidade


O leitor não deve esperar pragas ou a abertura do Mar Vermelho. Com 320 páginas, o primeiro volume dá conta de apenas 48 capítulos do folhetim bíblico e acompanha Moisés até a saída para o deserto. Sem os episódios bíblicos marcantes, sobra triângulo amoroso entre Moisés, Nefertari e Ramsés, enquanto gírias anacrônicas ("mesmo achando que lhe dei um bolo, ele ainda quer me ver", chega a dizer a egípcia) dão ao impasse romântico pinceladas de literatura moderna para adolescentes. 


O tom da trama tende a se endireitar no segundo volume, previsto para janeiro, que levará a narrativa ao mesmo ponto em que a novela terminou, com Moisés liderando seu povo e recebendo os mandamentos de Deus. A Thomas Nelson ainda negocia com a Record os direitos de adaptação da segunda temporada da novela, prevista para março. Também em 2016, a editora retoma a parceria com a emissora de Edir Macedo nos romances "O Rei Davi", "Os Milagres de Jesus", "José do Egito" e "Ester".