Entretenimento

Após interdição, Parlapatões é reaberto com autorização de Haddad

Da Redação ·
Após interdição, Parlapatões é reaberto com autorização de Haddad (Foto: Arquivo)
Após interdição, Parlapatões é reaberto com autorização de Haddad (Foto: Arquivo)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Espaço Parlapatões, que foi fechado pelo Psiu (Programa de Silêncio Urbano) na madrugada deste sábado (28), já pode reabrir suas portas. O ator Hugo Possolo, um dos donos do local, conta que recebeu um telefonema do prefeito Fernando Haddad no qual o governante se desculpava pelo ocorrido.
"Ele ligou para mim pedindo desculpas, dizendo que teatro não se fecha e que, se houve algum excesso, eles vão avaliar." Luiz Antônio Medeiros, secretário de Coordenação das Subprefeituras, já levou um documento ao artista garantindo a reabertura do local.
Segundo Possolo, a ação ocorreu por volta da 1h30 deste sábado, quando fiscais chegaram de forma truculenta exigindo o cumprimento de uma lei de funcionamento até a 1h. "Só que a gente tem alvará de 24 horas", afirma o artista.
Com a interdição, o espetáculo infantil "Os Mequetrefe", que seria realizado nesta tarde, acabou sendo cancelado, mas a programação da noite está mantida: serão encenados "Hysterica Passio" (20h), "Até que Deus É um Ventilador de Teto" (22h15) e "Buraquinho" (23h59).
Mesmo com a reabertura, Ivam Cabral, do grupo Os Satyros, mantém a vigília que estava marcada para as 21h em frente ao Parlapatões. "Sugiro que façamos uma visita ao espaço hoje à noite, com nossas flores brancas. Para abraçar o grupo e a praça Roosevelt. Não estamos sós, somos muitos, somos fortes!"

continua após publicidade