Entretenimento

Novo disco de Bieber larga na frente em dia de disputa com One Direction

Da Redação ·
Novo disco de Bieber larga na frente em dia de disputa com One Direction
Novo disco de Bieber larga na frente em dia de disputa com One Direction

MARIA CLARA MOREIRA
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Cinquenta anos e algumas redes sociais mais tarde, o clássico embate entre fãs dos Beatles e dos Rolling Stones encontra seu equivalente moderno na tensão entre "beliebers" e "directioners".
As bases de fãs -majoritariamente femininas e adolescentes- de Justin Bieber e One Direction escrevem nesta sexta-feira (13) mais um capítulo de sua guerra pelo topo das paradas musicais e das hashtags no Twitter. Tudo porque ambos os ídolos lançam hoje os discos, "Purpose" e "Made in the A.M.", respectivamente.
Bieber largou na frente. Até a publicação desta reportagem, "Purpose" é o álbum mais vendido no iTunes de 54 países, ante 31 lideranças do One Direction. No Trending 140, ranking da revista americana "Billboard" das músicas mais compartilhadas no Twitter, as dez primeiras posições são ocupadas por novas canções do americano, seguidas por sete faixas da "boy band" britânica.
Em buscas no Google, Bieber também abriu vantagem em número de menções logo no início da semana, posição que ainda mantém.
Antes do grande dia, os ídolos teens aproveitaram a disputa para trocarem alfinetadas e incitarem seus respectivos "soldados" na "batalha" do pop. No snapchat, em setembro, Bieber provocou a banda britânica formada por Harry Styles, Louis Tomlinson, Liam Payne e Niall Horan ao gravar a si mesmo com uma cara assustada -segundo ele, "a expressão que você faz quando lança um álbum no mesmo dia que Justin Bieber". A resposta veio com Tomlinson imitando o cantor e retrucando "a cara que você faz quando toca por seis noites seguidas na arena O2", uma das maiores da Europa.
Como costuma ser, os dois opositores têm mais semelhanças que diferenças. Tanto Bieber quanto os garotos do One Direction foram descobertos por figurões da indústria musical à procura de novos sucessos para o mercado adolescente, Scooter Braun e Simon Cowell. Com canções chiclete e letras simplistas de amor, ambos ascenderam rápido, em 2009 e 2010, respectivamente, colocando seus fãs em competição pelo posto de maior artista pop.
O embate viu um momento de trégua no último sábado (7), quando lojas da rede Wall Mart colocaram ambos os álbuns à venda com uma semana de antecedência. Em resposta, "beliebers" e "directioners" se uniram na campanha "#NoPlayPurposeandMITAM", pedindo aos "fãs de verdade" que não comprassem as cópias, sob o risco de terem as vendas não contabilizadas nas paradas musicais.
Videoclipe de "Sorry"
Em comum, porém, os novos discos têm apenas a data de lançamento. Depois de usar todos os truques da cartilha "bad boy" para se dissociar da imagem teen, Bieber retorna com uma sonoridade mais madura, tentando limpar a imagem dos sucessivos escândalos em que se envolveu no último mês. Por sua vez, o One Direction diz adeus a sua formação clássica em seu quinto disco, o último antes de entrar no hiato indeterminado anunciado em agosto, com promessas de regresso.
Bieber investe pesado no gênero dance e eletrônico nas 19 faixas da versão de luxo do novo trabalho, que tem colaborações de Halsey, Ariana Grande, Ed Sheeran, Big Sean, Nas e Skrillex. Entre os singles, o destaque é para a dançante "Sorry", líder na parada brasileira e segunda colocada no ranking mundial do serviço de streaming Spotify, no qual o cantor soma 23 milhões de ouvintes mensais. No YouTube, o videoclipe da música já contabiliza 111 milhões de visualizações.
Videoclipe de "Drag Me Down"
Já o One Direction arruma a casaapós a saída de Zayn Malik. Em "Made in the A.M.", o agora quarteto britânico reduz -mas não extingue- sua batida pop característica, distribuindo referências a artistas mais conceituados, como o Fleetwood Mac de Christine McVie ("What a Feeling") e pelo menos meia dúzia de nomes ingleses ("Hey Angel"). Na despedida, a banda também opta pelo sentimentalismo das letras para dizer adeus aos fãs ("History"), não sem antes chegar ao primeiro lugar no iTunes de 90 países com o single "Drag Me Down", cujo clipe soma 188 milhões de visualizações no YouTube.
Para especialistas da "Billboard", a comemoração de Bieber terá vida curta. Eles preveem uma estreia histórica de Adele na próxima sexta-feira (20), quando a cantora lança "25", seu terceiro disco de estúdio, que pode superar o recorde estabelecido por Britney Spears há 15 anos, quando "Oops! I Did It Again" vendeu 1,32 milhão de cópias na primeira semana.

continua após publicidade

PURPOSE (DELUXE)
GRAVADORA Universal Music
QUANTO R$ 27,90
FAIXAS
1. Mark My Words
2. I'll Show You
3. What Do You Mean?
4. Sorry
5. Love Yourself
6. Company
7. No Pressure (feat. Big Sean)
8. No Sense (feat. Travis Scott)
9. The Feeling (feat. Halsey)
10. Life Is Worth Living
11. Where Are U Now (feat. Diplo and Skrillex)
12. Children
13. Purpose
14. Been You
15. Get Used to Me
16. We Are (feat. Nas)
17. Trust
18. All In it
19. What do You Mean? (feat. Ariana Grande)

MADE IN THE A.M. (DELUXE)
GRAVADORA Sony Music
QUANTO R$ 51,90
> FAIXAS
1. Hey Angel
2. Drag Me Down
3. Perfect
4. Infinity
5. End Of The Day
6. If I Could Fly
7. Long Way Down
8. Never Enough
9. Olivia
10. What A Feeling
11. Love You Goodbye
12. I Want To Write You A Song
13. History
14. Temporary Fix
15. Walking In The Wind
16. Wolves
17. A.M