Entretenimento

Espanhol volta para casa após transplante de rosto

Da Redação ·
 Oscar é apresentado pelos médicos nesta segunda-feira (26) em Barcelona
fonte: Ap/G1.com
Oscar é apresentado pelos médicos nesta segunda-feira (26) em Barcelona

Um homem espanhol que sofreu o primeiro transplante total de rosto apareceu em frente às câmeras de televisão hoje, pela primeira vez desde a cirurgia, agradecendo os médicos e a família do doador.

continua após publicidade

Identificado como Oscar, o jovem de 31 anos falou com considerável dificuldade durante encontro com jornalistas, no hospital Vall d'Hebron, em Barcelona, onde passou pela cirurgia em março deste ano. O chefe da equipe cirúrgica, Joan Pere Barret, disse hoje que Oscar precisará passar pela terapia física de um ano a 18 meses e espera-se que retome 90% das funções faciais.

continua após publicidade

Durante a cirurgia de 24 horas, os médicos transplantaram um rosto inteiro em Oscar, incluindo nariz, músculos, dentes, bochechas, pele e pálpebras. Oscar foi apresentado como um fazendeiro que não conseguia respirar ou se alimentar sozinho, após ter disparado acidentalmente uma arma contra si próprio há cinco anos, acidente que desfigurou seu rosto.

continua após publicidade

O encontro com jornalistas foi convocado porque Oscar estava deixando o hospital e indo para casa. Ele é capaz de beber líquidos e comer alimentos leves, informou o hospital, em comunicado. Apenas uma semana após a cirurgia, Oscar precisou ser barbeado, o que foi considerado "um bom sinal" pelos médicos.

Mas ele também sofreu rejeição aguda por duas vezes - a primeira quatro semanas após a operação, e a segunda vez entre o segundo e o terceiro mês após a cirurgia. Em ambas as vezes, a nova face foi salva com o uso de medicamentos. O primeiro transplante de rosto, embora parcial, foi realizado em 2005, na França, e desde então cerca de uma dezena dessas cirurgias foram conduzidas, incluídas três na Espanha.

continua após publicidade

Na conversa com jornalistas, Oscar parecia tranquilo, enquanto olhava os repórteres com olhos que não pode fechar completamente ainda. Uma mulher, identificada como a irmã de Oscar, e também não nomeada para proteger a privacidade da família, disse que seu irmão pretende agora levar uma vida normal. Ele está pronto para desfrutar "pequenas coisas, como andar pelas ruas sem ninguém olhar para ele, ou se sentar à mesa para uma refeição com a família", disse a mulher.