Facebook Img Logo
Mais lidas
Entretenimento

Sam Smith controla ansiedade de fãs de Rihanna com show 'dor de cotovelo'

.

Sam Smith  - imagem ilustrativa - google -  www1.folha.uol.com.br
Sam Smith - imagem ilustrativa - google - www1.folha.uol.com.br

LUIZA FRANCO
RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Conhecido como "Adele de calças", o cantor pop britânico Sam Smith conseguiu entreter a plateia teen do Rock in Rio na noite deste sábado (27) com seu soul e voz marcante que fala sobre dor de cotovelo e a solidão que a segue. 


Smith só tem um disco, "In The Lonely Hour", mas já carrega o peso de quatro Grammys e a responsabilidade de ser o cantor da música-tema do próximo filme de James Bond, "Spectre". Foi a maior novidade deste Rock in Rio. Mas em termos de público, o grosso da platéia que o assistia estava lá para ver Rihanna, que tocaria em seguida. 


"Estão loucos para ver Rihanna, né?", perguntou à platéia, e foi respondido por uma ovação. "A última vez que vi um show dela foi aos 15 anos. Então estou tão empolgado quanto vocês." 


Ao abrir com o hino da pessoa traída, "I'm Not The Only One", causou catarse na platéia. Marmanjos cantavam de olhos fechados o refrão, "You saaaay I'm crazy / Cause you don't think I know what you've done". Meninas borravam a maquiagem preta com lágrimas. 


Foi esperto ao fechar o show com seu primeiro e maior hit, "Stay With Me", sobre a solidão de se viver pulando de cama em cama. 


No meio disso tudo, mostrou que é conhecido por mais de duas músicas. O público cantou junto com "Leave Your Lover", balada mela cueca, e "Money On My Mind", única música do CD que não fala sobre amor, mas sobre dinheiro. 


Na platéia, casais gays e héteros assistiam ao show agarradinhos.
"Meu CD é muito deprimente às vezes", disse, e explicou por quê: "Há três anos me apaixonei por um cara que me deixou arrasado. Mas o timing foi perfeito. Fiz este CD sobre isso, o que me ajudou muito."
Com postura de bom moço, acrescentou: "Espero que ele possa te ajudar se você também estiver passando por isso, mas espero que não esteja". 


Fez uma bonita homenagem a Amy Winehouse, cantando "Tears Dry On Their Own", mas a referência pareceu passar batido por uma platéia que era nova demais até para ser fã da cantora britânica.
Terminou com um "até a próxima", dizendo que voltaria com seu novo disco.




O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Entretenimento

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber