Entretenimento

Sob chuva, Katy Perry chora e chama fãs para o palco em show de SP

Da Redação ·
Foto Reinaldo Canato - UOL
Foto Reinaldo Canato - UOL

ANAHI MARTINHO E CAROL PRADO
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A chuva deu lugar às lágrimas de fãs apaixonados (em grande parte menores de idade) pela estrela pop Katy Perry, nesta sexta-feira (25), em São Paulo.
Dois dias antes de se apresentar no Rock in Rio, a cantora emendou um hit atrás do outro no show da turnê "Prismatic World Tour", no Allianz Parque, na zona oeste. 

continua após publicidade


Apesar dos muitos espaços vazios -especialmente na enorme área vip montada em frente ao palco-, a empolgação era de estádio lotado. 


Quem esperava pela ostentação característica dos shows de musas pop, porém, se decepcionou. A apresentação não foi muito além dos efeitos de luz, sem grandes surpresas pirotécnicas e com pobreza de cenário e figurino: a diva trocou de roupa só cinco vezes, recorrendo a acessórios para reciclar os looks. 

continua após publicidade


A dança também não foi o ponto forte de Katy, que dá raras reboladas no palco, deixando o espetáculo para os bailarinos. 


Apesar disso, a moça soube agradar a plateia: fez várias vezes corações com as mãos (linguagem oficial das estrelas pop) e chamou fãs no palco para pedir uma aula de português -um deles foi às lágrimas por não conseguir se comunicar em inglês com a ídola, arrancando gargalhadas do público, mas ganhou uma "selfie" de consolo. 


Em outro ponto alto da noite, Katy surgiu como egípcia em um cavalo mecânico cantando "Dark Horse", como no clipe que lhe rendeu a raríssima marca de 1 bilhão de visualizações no YouTube.
Seus grandes hits, como "I Kissed a Girl", "California Gurls", "Part of Me" e "Hot N'Cold" -que ganhou uma releitura "jazz", com cenário homenageando a Broadway-, também estiveram no repertório. A moça arriscou até um trechinho de "Vogue", de Madonna. 

continua após publicidade


KATYCATS
Baixinhos com perucas coloridas e faixas na cabeça -"katycats", como se autodenominam- se esforçavam para enxergar a musa teen no palco, enquanto entoavam em coro: "Katy, eu te amo!".
Antes, debaixo da chuva que atrapalhou a entrada no show, Luciana Deria, 37, mãe que acompanhava a filha adolescente -tipo, aliás, bastante comum no espaço- reclamou: "Já era minha escova".
"A viagem foi difícil, mas eu nunca pensaria em desistir", disse Lara Dantas, 11, que fraturou a perna e, mesmo assim, em uma cadeira de rodas, veio de Recife (PE) para assistir ao show fantasiada como a ídola. 


Katy soube agradecer o esforço: chorou, se enrolou na bandeira do Brasil entregue pelo público e jogou para a galera: "Fiz 142 shows [na turnê], esse é o melhor. Não saio por aí pelo mundo falando 'vocês são os melhores'. Vocês realmente são os melhores. Obrigada por me apoiarem desde 2007".