Entretenimento

Espiã russa Anna Chapman vira boneca

Da Redação ·
 Uma das versões de boneca lançada nos EUA representando a suposta espiã russa Anna Chapman
fonte: EFE
Uma das versões de boneca lançada nos EUA representando a suposta espiã russa Anna Chapman

A espiã russa Anna Chapman, que foi deportada pelos EUA para Moscou com outros nove supostos agentes russos e foi capa dos tablóides nova-iorquinos por sua beleza e longo cabelo vermelho, ganhou até uma boneca com seu rosto, que começa a ser vendida nesta sexta-feira pela Internet.
 

continua após publicidade

A empresa Herobuilders.com, com sede em Oxford (Connecticut), comercializa uma boneca tipo Barbie em duas versões, "The Predator" e "The Spy I Could Love", por US$ 29,95. Em uma das bonecas, a sexy agente russa aparece com sua cabeleira vermelha, muito musculosa e com calças azuis e uma camiseta branca. A outra boneca vem apenas com uma saia de colegial e uma pistola na mão.
 

Anna Chapman, de 28 anos, tornou-se a espiã mais popular da rede desarticulada em julho pelas autoridades americanas. A jovem, divorciada de um britânico (de quem conservou o sobrenome), era proprietária de um negócio de vendas imobiliárias pela internet.
 

continua após publicidade

O presidente da Homebuilders.com, Emil Vitale, soma a beleza da russa à lista de bonecas de personagens famosos que sua empresa comercializa, entre eles a ex-governadora do Alasca e ex-candidata à vice-presidencia republicana Sarah Palin e o executivo-chefe da companhia petrolífera BP, Tony Haywards, que anunciou como "o homem mais odiado dos EUA que em breve estará desempregado".
 

Na galeria de figuras de ação da Homebuilders também estão o presidente dos EUA, Barack Obama, e sua esposa, Michelle, assim como a presidente da Câmara de Representantes, Nancy Pelosi, o vice-presidente americano, Joe Biden, e o presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad.