Mais lidas
Entretenimento

Os preconceituosos ladram, mas a caravana passa, diz Maju no "Jornal Nacional"

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O "Jornal Nacional" (Globo) desta sexta-feira (3) deu espaço a uma manifestação pessoal dos âncoras e da jornalista do tempo, Maria Júlia Coutinho, a Maju.
Vítima de um ataque racista nas redes sociais na noite da última quinta-feira (2), Maju foi defendida na internet.
William Bonner noticiou o fato logo após a previsão do tempo, chamando atenção para a coincidência de que hoje é o dia nacional do combate à discriminação racial.
"Pelo menos 50 criminosos colocaram mensagens racistas para a Maju", relatou Bonner. "Mas milhares de internautas saíram em defesa dela".
Renata Vasconcellos também lamentou o fato e completou, dizendo que o caso será investigado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro e que a própria Globo está estudando as medidas judiciais cabíveis.
Em seguida, a dupla de âncoras deu espaço à própria Maju, que fez seu pronunciamento sorridente.
"Muita gente imaginou que eu estaria chorando pelos corredores, mas a verdade é que eu já lido com essas questões desde que me entendo por gente. Eu não esmoreço. Tive a sorte de ter pais militantes, que sempre me orientaram a enfrentar o ódio da maneira correta", contou a jornalista.
"Fiquei muito feliz com as manifestações de carinho, recebi milhares de e-mails me dando apoio. A minha militância é fazer o meu trabalho bem feito, com carinho e competência. Os preconceituosos ladram, mas a caravana passa!", encerrou Maju, sorrindo.
O "chefe" Bonner, que já é sempre carinhoso com a jornalista, completou falando sobre a hashtag "#SomosTodosMaju", que passou o dia inteiro no primeiro "trending topic" do Twitter, e encerrou expressando seu amor à "Nossa Majuzinha".
Maju é a primeira mulher negra a apresentar a previsão do tempo no "Jornal Nacional". Ela ocupa o cargo desde abril, e é responsável também pela previsão no "SPTV".




×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber