Entretenimento

Europa lança satélite que vai monitorar o clima

Da Redação ·
O lançamento já foi adiado por preocupações com a reserva de combustível do motor
fonte: Foto por S. Corvaja/ESA/Divulgação
O lançamento já foi adiado por preocupações com a reserva de combustível do motor

O satélite europeu CryoSat, construído para estudar mudanças no clima, foi lançado nesta semana a partir da base de Baikonur, no Cazaquistão, com a ajuda de um foguete russo Dnieper, informou a Agência Espacial Europeia (ESA) em Moscou.

continua após publicidade

Inicialmente, o lançamento estava previsto para 25 de fevereiro, mas foi adiado devido a preocupações de que a segunda fase de reserva de combustível do motor era insuficiente. Uma das missões é analisar com detalhes as camadas de gelo da Terra com o objetivo de proporcionar dados úteis para evitar o derretimento dos polos.

continua após publicidade

A ESA diz que a camada de gelo que cobre o oceano Ártico chegou a índices mínimos históricos nos últimos verões e, embora a observação da cobertura de gelo do espaço não seja novidade, é necessário determinar a variação da espessura do gelo para entender melhor a mudança climática.

O CryoSat - nome inspirado na palavra grega 'kryos' (frio ou gelo) - fornecerá informações, por exemplo, sobre a corrente do Golfo, que provoca um aumento de seis ou sete graus na temperatura na Europa Ocidental "acima do que corresponderia pela latitude", de acordo com Miguel Canela, chefe de manutenção dos satélites do programa Canela, e que provocaria alterações climáticas caso afetada.