Entretenimento

Editores disputam biografia de Roberto Carlos

Da Redação ·
Roberto Carlos é eleito Personalidade do Ano
Roberto Carlos é eleito Personalidade do Ano

Record ignora preferência da Companhia das Letras e faz oferta “excepcional” para publicar o livro "Roberto Carlos em Detalhes", de Paulo Cesar Araújo, obra embargada pelo rei e que originou a discussão sobre a censura prévia a textos não autorizadas, matéria rejeitada pelo STF esta semana; o autor fez acordo na Justiça em que retirou livro de circulação em troca da extinção de uma ação judicial e pode ser processado se insistir na publicação; já para as editoras, que não assinaram o acordo, o caminho está livre.

continua após publicidade

Mais importantes editoras do País, Record e Companhia das Letras, pelo direito de publicar a obra do escritor Paulo Cesar de Araújo sobre a vida do rei Roberto Carlos. A biografia de Araújo foi o pivô de toda a discussão sobre a censura prévia às obras literárias do gênero no Brasil.


Antes mesmo da votação, a Record já havia se oferecido para publicar a obra em questão, "Roberto Carlos em Detalhes", ou qualquer outra biografia sobre o cantor que o autor quiser escrever. Já a Companhia das Letras, que ano passado publicou "O Réu e o Rei", livro de Araújo sobre a disputa judicial com o cantor, está em tratativas com ele e com advogados para "entender a situação" após a decisão do STF. Lucia Riff, agente de Araújo, disse à Folha que não comenta propostas, mas confirma que o biógrafo "vai publicar uma biografia do Roberto Carlos". O do acordo firmado entre Roberto Carlos, Paulo Cesar de Araújo e a editora Planeta em 2007, quando as três partes concordaram em tirar o livro de circulação em troca da extinção do processo judicial, deve ser mantida mesmo com a decisão suprema. 

continua após publicidade

O termo de conciliação, homologado em 27 de abril daquele ano na Justiça paulista, estipula que Araújo "se absterá, doravante, da publicação, total ou parcial, por qualquer outra editora, da obra em discussão". Carlos Andreazza, executivo da Record, confirmou, também à Folha, ter feito uma proposta excepcional"para publicar “Roberto Carlos em Detalhes”, o livro original, se assim Paulo César quiser. "Fizemos uma baita proposta, à altura do livro. Entendo que a Companhia tenha preferência, já que publicou o livro anterior do autor, mas minha oferta está na mesa, e,uma vez que aceitaram recebê­la, temos aí uma alternativa a ser considerada." Araújo não poderia publicar "Roberto Carlos em Detalhes" sem correr o risco de ser acionado pelos advogados do cantor, mas que qualquer editora, exceto a Planeta, que assinou o acordo, não teria problemas judiciais se resolvesse fazê­lo. Araújo, no entanto, pode voltar ao juiz que fez a homologação e tentar renegociar, à luz da nova lei, a liberação da obra. Outra opção seria o autor tentar anular o acordo sob argumento de que foi coagido.