Facebook Img Logo
Mais lidas
Entretenimento

​Meu nome está livre, diz ex-BBB sobre escândalo político nos EUA

.

Juliana diz que nunca soube que o médico Melgen tinha pedido ao senador para ajudar na obtenção do seu visto - Foto: Divulgação
Juliana diz que nunca soube que o médico Melgen tinha pedido ao senador para ajudar na obtenção do seu visto - Foto: Divulgação

Da fama para o meio de um escândalo que envolve um senador dos Estados Unidos.

O Fantástico conversou, em Miami, com a ex-Big Brother Juliana Leite. Por que ela foi ouvida pelo FBI em um processo que apura fraudes, corrupção e tráfico de influência? Juliana Leite já viveu seus dias de fama em 2004 no Brasil, quando participou do ‘Big Brother 4’.

Ficou em terceiro lugar e quando saiu da casa, chegou a posar nua para revistas masculinas. Agora, 11 anos depois, Juliana volta a ter seu nome e imagem estampados na mídia. Desta vez, na mídia americana.

E de maneira negativa. Juliana é testemunha no escândalo de corrupção envolvendo o senador americano Robert Menendez, do estado de Nova Jersey.

Entre as várias acusações contra o senador, está a de que ele usou o poder do cargo, para facilitar a emissão de vistos de entrada nos EUA para 4 mulheres. Duas dominicanas, uma ucraniana e a brasileira Juliana Leite. Todas elas têm no currículo a profissão de modelo. Mas Juliana hoje é advogada e corretora de imóveis em Miami.

O Fantástico encontrou com a ex-BBB nesta semana para saber sobre o envolvimento dela no escândalo. Mas entenda primeiro o caso: No processo da Justiça americana que o Fantástico teve acesso, consta uma troca de e-mails, onde uma assistente do senador pede ao departamento de estado americano para facilitar o visto de estudante de Juliana. O processo aponta que Menendez usou sua posição para agilizar o processo de visto a pedido de Salomon Melgen, que é financiador da sua campanha política e com quem Juliana teve um relacionamento amoroso.

O médico atualmente está preso por uma outra acusação: fraude ao sistema público de saúde americano.

Juliana conta que teve um caso com o médico Melgen antes de participar do BBB em 2004. Na época, ela tinha 23 anos e estava vivendo lá nos Estados Unidos. Melgen tinha 48 anos. “A gente ficou junto entre três e quatro meses, naquela época.

E aí, eu voltei para o Brasil para poder fazer a entrevista para o ‘Big Brother’”, relata Juliana Leite. Ela conta que depois do BBB, se formou em direito no Brasil, e que em 2008 recebeu uma ligação do médico. “Ele falou: ‘e aí, você já se formou?’. Eu falei: ‘sim, me formei, estou licenciada’. ‘Eu queria te fazer uma proposta. Você se interessaria em, de repente, fazer uma especialização nos Estados Unidos’? E foi aí que eu decidi morar nos Estados Unidos”, diz Juliana Leite. Foi aí que Juliana entrou com o pedido de visto de estudante

Mas Juliana diz que nunca soube que o médico Melgen tinha pedido ao senador para ajudar na obtenção do seu visto. “Pelo o que eu entendo, ele é muito amigo desse senador. É uma amizade que tem mais de vinte anos. Ele deve ter pedido para que saísse um pouco mais rápido”, conta Juliana.

Confira matéria completa AQUI

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas de Entretenimento

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber