Entretenimento

​Viúva de Chorão esclarece separação em entrevista: "Ele estava saindo de casa pra ir cheirar pó em hotel"

Da Redação ·
Graziela conta também que Chorão mostrava comportamento paranoico - Foto: Divulgação
Graziela conta também que Chorão mostrava comportamento paranoico - Foto: Divulgação

Dois anos após a morte do cantor Chorão, a viúva Graziela Gonçalves resolveu quebrar o silêncio e explicar os motivos que levaram à separação do casal e ao vício do marido.

continua após publicidade

Em entrevista à TPM, ela explica que o líder do Charlie Brown Jr, morto em março de 2013 por overdose de cocaína, tinha um comportamento oscilante com as drogas.

— Logo que eu o conheci, falei de um ex-namorado que eu tinha e que usava drogas. Pó. Eu odiava. Ele me disse que já tinha experimentado, mas que também odiava. Depois fiquei sabendo que rolava, de tempos em tempos, mas que não era uma constante. E ele tentava esconder de mim, porque sabia que a gente iria brigar feio. Ele teve fases durante a vida.

continua após publicidade

Ela explica que nos últimos anos a situação do músico piorou, principalmente após a morte do pai e por conta dos problemas de relacionamento dentro da banda e em casa.

— Ele não segurou a onda. No ano anterior à morte, ele estava muito ruim, com sintomas sérios. Eu falava pras pessoas: “Como vocês não estão vendo?”. Até que ele concordou em procurar ajuda. Tivemos indicação de uma médica incrível, que deu um remédio pra baixar a loucura da vontade, e pediu exames. Ele enrolou um mês e não fez. A gente ia uma vez por semana lá,  uma espécie de terapia. Um dia ele falou que não queria mais ir. E voltou com tudo.

Graziela conta também que Chorão mostrava comportamento paranoico.

continua após publicidade

— Ele tinha paranoias pesadas quando estava ruim. E crises gigantescas de ciúme. Falou pro irmão: “A Graziela tá me traindo, tô saindo de casa”. Na verdade ele precisava de uma desculpa pras pessoas, porque estava saindo de casa pra ir cheirar pó em hotel. Ele me ligava dia sim, dia não. Eu pedia pra ele voltar, pra se acalmar. Ele dizia que não estava pronto. Nisso, todo mundo sumiu da minha casa. Ninguém ligava, tudo aquilo que era minha vida, as pessoas que faziam parte do meu círculo, todo mundo foi com ele. Com a galinha dos ovos de ouro, né? Eu era a chata que não queria que o cara usasse drogas.

A estilista explica que, após a morte do músico, herdou dívidas e teve problemas com os familiares de Chorão. Embora tenha recuperado a proximidade com o irmão e a mãe do cantor, ela não se comunica mais com filho de Chorão, Alexandre.