Entretenimento

Morre, aos 63 anos, Vladimir Capella, dramaturgo são-caetanense

Da Redação ·
Morre, aos 63 anos, Vladimir Capella, dramaturgo são-caetanense - imagem - dgabc.com.br
Morre, aos 63 anos, Vladimir Capella, dramaturgo são-caetanense - imagem - dgabc.com.br

Nome referência no universo do teatro, o diretor, ator, autor, dramaturgo e músico de São Caetano Vladimir Capella morreu na manhã de ontem, aos 63 anos, em decorrência de complicações cardiorrespiratórias. 

continua após publicidade

Capella estava internado há cerca de 20 dias no Complexo Hospitalar Maria Braido, em São Caetano. O velório aconteceu ontem no Hospital São Caetano e o enterro é hoje, às 10h, no Cemitério da Cerâmica (Rua Engenheiro Armando de Arruda Pereira, 880).

Referência do teatro infantojuvenil no País, Capella escreveu peças como Avoar, Maria Borralheira, Píramo e Tisbe, O Homem das Galochas e Clarão das Estrelas, para citar algumas.

continua após publicidade

Capella – que adaptou O Gato Malhado e Andorinha Sinhá – conquistou mais de 100 prêmios como Mambembe, Governador do Estado de São Paulo, Molière e Apetesp.

Familiares, amigos e fãs comentaram a morte do dramaturgo nas redes sociais. O diretor de teatro Julio Carrara foi um deles.

“Que dia triste! Vladi se foi deixando órfãos personagens, amigos e familiares. Não encontro palavras para descrever a importância deste cara para mim. Obrigado pelo que me ensinou.”
O ator Marcelo Médici também se pronunciou: “Encontrei Vladimir Capella no teatro, quando passava por um dos momentos mais difíceis da minha vida. 

Além de proporcionar a alegria de trabalhar com ele, um dos homens de teatro que mais admirei, me proporcionou a alegria de ganhar um amigo. Vou sentir falta dos papos ao telefone e fico triste por não termos realizado o desejo de trabalhar juntos de novo. Fará falta como amigo. Como artista, ficamos sem reposição.”