Mais lidas
Entretenimento

Tate refaz polêmica performance que levou à prisão de Tania Bruguera

.

SILAS MARTÍ
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Depois que um museu norte-americano decidiu reencenar a performance "Sussurro de Tatlin #6", da artista cubana Tania Bruguera, detida em Havana desde o fim do ano passado, outros museus do mundo, começando neste sábado (17) pela Tate, em Londres, também vão recriar o polêmico trabalho.
Bruguera tentou instalar um microfone aberto na praça de la Revolución, em Havana, no rastro do acordo firmado entre Estados Unidos e Cuba para retomar relações diplomáticas. Quem passasse pela praça teria um minuto para dizer o que quisesse ao público, mas a performance não chegou a acontecer porque a artista foi detida.
Na Tate, a performance acontece na Sala das Turbinas, o grande átrio do museu, numa ação que organizadores estão chamando de ato solidário pela artista, que está até agora impedida de deixar seu país. A mesma performance foi encenada na Bienal de Havana há seis anos.
Além da Tate, a performance será refeita numa série de instituições, como a Creative Time, em Nova York, o Museu Hammer, em Los Angeles, o Museu Van Abbe, em Eindhoven, na Holanda, e o Witte de With, em Roterdã.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber