Facebook Img Logo
Mais lidas
Entretenimento

Documentário mostra Russell Brand como narcisista e egocêntrico

.

CAROL NOGUEIRA
AUSTIN, EUA (FOLHAPRESS) - Poucas horas antes da estreia mundial do documentário "BRAND: A Second Coming", sobre a vida do comediante Russell Brand ("Ressaca de Amor"), no festival SXSW (South By Southwest), em Austin, nos EUA, o ator cancelou sua participação alegando que ficou desconfortável ao ver o filme.
"Eu sei que Ondi (Timoner, a diretora do filme) é uma artista e me falaram que o filme é bom, mas para mim, foi muito desconfortável assistir", disse o comediante em seu site, que continuou: "(...) Minha vida foi difícil o suficiente da primeira vez, e passar por toda ela de novo foi doloroso e triste."
O filme conta a história de como Brand, 39, se livrou do vício em drogas e sexo e se tornou um comediante famoso e, mais recentemente, um dos maiores ativistas políticos da Inglaterra.
Antes da fama, Brand lutou contra o vício em drogas --principalmente crack e heroína--, mas está limpo desde 2002. Ele também é viciado em sexo.
O documentário destaca principalmente os (muitos) momentos controversos da vida do ator, como seu divórcio da cantora Katy Perry, com quem foi casado por apenas 14 meses, entre 2010 e 2011.
Também são mostrados episódios como quando ele acusou âncoras do programa "Morning Joe", da MSNBC, de não saberem fazer seus trabalhos direito, depois que eles caçoaram das roupas e do sotaque do ator e erraram o nome dele ao vivo --Brand então tomou controle da situação e leu as notícias que iriam ao ar depois, provando que faria o trabalho melhor.
Mas há, também, momentos poucos conhecidos da sua carreira, como quando ele, ainda jovem, encabeçou protestos em Londres para evitar que um mercado local fosse transformado em um shopping center --o que prova que não é de hoje que Brand está envolvido em política.
Atualmente, o ator é conhecido como um dos maiores ativistas do Reino Unido, já tendo participado de campanhas a favor da descriminalização das drogas, da abstenção do voto e contra o aumento dos aluguéis na Inglaterra.
Talvez o problema de "BRAND" seja justamente o de tentar mostrar o comediante como um herói a todo custo, apesar de todas as controvérsias. Ele é mostrado como um egocêntrico e narcisista incorrigível, mas quase como se isso fosse algo bom. "Sou narcisista, mas sou o narcisista de vocês!", proclama ele no filme.
SXSW
O festival SXSW (South By Southwest) começou nesta sexta-feira (13) em Austin, no Texas (EUA), e vai até o dia 22 (domingo). O festival tem destaques em cinema, música e tecnologia, mas também abrange outros assuntos, como esportes.




O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Entretenimento

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber