Entretenimento

Andressa Urach deixa hospital em cadeira de rodas

Da Redação ·
Reprodução/EGO
Reprodução/EGO

Após nova infecção nos glúteos devido a bioplastia que injetou PMMA em seu corpo, Andressa Urach deixou o Hospital Alvorada, em são Paulo. Com dificuldades de andar a apresentadora contou com a ajuda de uma cadeira de rodas e foi para casa com um cateter no braço. Diariamente Andressa receberá uma dose de antibiótico através do cateter.

continua após publicidade

A medida é para aliviar as fortes dores que a apresentadora sente e combater a resistente bactéria que está alocada em seu corpo. Se não for combatida, Andressa pode retornar ao hospital com uma nova infecção. 

"Fui muito mimada aqui no hospital. Agradeço a todo mundo. Foi um trabalho com muito amor", disse a apresentadora em agradecimento aos funcionários que cuidaram dela durante as últimas semanas. Levada em uma cadeira de rodas até o carro, ela distribuiu sorrisos e posou fazendo um coração com as mãos. "Estou superfeliz. Gosto de dizer para as pessoas: 'Você que está passando por um problema de saúde, tudo pode mudar. Mas tem de ter uma fé inabalável'", contou.

continua após publicidade

Urach não escondeu as dificuldades dos últimos dias. "Tem dias em que eu fico triste, mas aí no outro eu acordo feliz por ter mais um dia de vida. Eu creio na minha recuperação. Por mais que os médicos digam que não tem como retirar o PMMA, eu creio no Deus do impossível. É uma luta. O que seria de um guerreiro se não fossem as cicatrizes para exibir?", declarou ela. 

O momento agora é de cuidar da saúde, porém Andressa aguarda ansiosamente o retorno às atividades. "Sou uma pessoa agitada, então claro que estou morrendo de vontade de voltar a trabalhar. Mas acho que na vida temos que ver o lado bom de tudo.

continua após publicidade

Nasceu uma nova pessoa. Eu fui pela dor. Estou feliz de estar viva. Cuidar da minha saúde é prioridade", completou ela, comentando a possibilidade de uma nova internação: "Os médicos falam de muitas hipóteses. O fato de eu ter em muitos lugares ainda pode causar rejeição. Coloquei no rosto, na perna, no bumbum. E o PMMA não pode ser retirado. O hidrogel você ainda tira, claro que quase morri de sepse, mas o PMMA é muito pior porque fica no músculo". Ao ser questionada se já teve medo de morrer, ela disse: "A morte é uma coisa prevista para todos nós, posso atravessar a rua e morrer atropelada. Deus não faz nada por acaso. Acho que Ele me usou para dar um basta no uso desses produtos. Espero que eles sejam proibidos".

Após deixar o hospital, Andressa foi para a casa, mas não permaneceu lá por muito tempo. A apresentador usou seu instaram para contar aos fãs que visitaria uma casa de oração. "Sei que não posso abusar! Mas não posso deixar de ir a casa de oração, do meu pai hoje, agradecer por mais um dia de vida, mais uma batalha vencida, sei que serão muitas as lutas, mas estou #firmenaRocha porque meu Deus é #Deusvivo #meuDeusdoMilagre #meuDeusdoImpossivel."