Entretenimento

'Meu sentimento por ele não mudou', diz a ex-BBB Aline sobre Fernando

Da Redação ·
A ex-BBB Aline Gotschalg posa para o Paparazzo, em ensaio que vai ao ar nesta sexta-feira, 13 (Foto: Marcos Serra Lima / Paparazzo)
A ex-BBB Aline Gotschalg posa para o Paparazzo, em ensaio que vai ao ar nesta sexta-feira, 13 (Foto: Marcos Serra Lima / Paparazzo)

Aline Gotschalg já havia comprado a lingerie para esperar pela primeira noite com Fernando fora da casa. "Não vejo a hora de ficarmos só nós dois, sem câmeras, sem edredom, sem nada", disse ela em entrevista ao Paparazzo, uma semana antes de ver o namorado cheio de carinhos e atenção com Amanda, sua rival desde que pisou na casa do "BBB 15". Mesmo depois, na quarta-feira, 11, ela garantiu: "Meu sentimento por ele não mudou. O descontrole entre razão e emoção é compreensível. Quero esperá-lo sair para ver como as coisas vão ficar aqui fora".

No Paparazzo que vai ao ar nesta sexta-feira, 13, Aline jura que não pensa em pular no pescoço de Amanda ao ver as cenas dela e Fernando, cada vez mais próximos e íntimos. "Sabe por que não fico? Porque sei o que ele sente por mim. Porque até agora ele não me deu motivos para duvidar disso. Eu sabia que ela faria investidas, iria tentar de tudo. Acho que fica feio para ela, porque não se valoriza mais uma vez", dispara ela, que apesar do discurso deletou as fotos de Fernando que exibia nas redes sociais. A ex-BBB afirma que agora está focada no trabalho pós-confinamento e em investir na carreira de apresentadora. "Fiz design de moda, mas sempre tive o sonho de fazer algo ligado a esporte. Fernanda Gentil é minha inspiração", conta.

'Fernando sabe pegar uma mulher' Ainda sobre Fernando, Aline diz que quando olhou para ele na casa, já sabia que iriam se envolver. "Fui para lá para disputar o prêmio que me daria estabilidade e independência. Mas quando olhei aquele homem, pensei: 'Ferrou!'. Entrei sem saber de nada dele com Amanda, do interesse dela por ele. E quando senti que era recíproco, que ele também queria ficar comigo, não vi problema algum. Afinal, meu interesse era nele e não, nela. Foi um encontro de almas. Senti algo que nunca senti na vida".

A mineira, no entanto, se recusa a falar sobre as noites quentes com Fernando, sob o edredom. "Posso dizer que existiu amor, cumplicidade e carinho", desconversa ela, que, porém, não foge do assunto pegada: "A gente tem uma coisa de pele mesmo, a química é forte. Ele sabe como tratar e pegar uma mulher".


Autoria/fonte: Carol Marques do EGO, no Rio

continua após publicidade