Entretenimento

Filho de Mariza, do ‘BBB 15’, é escolhido como um dos jovens mais influentes do Brasil pela revista Forbes

Da Redação ·
Filho dedicou a indicação à mãe, que está confinada no “BBB 15” Foto: Reprodução/Site BBB
Filho dedicou a indicação à mãe, que está confinada no “BBB 15” Foto: Reprodução/Site BBB

Aos 24 anos, Caio Guimarães, filho da “BBB” Mariza, foi eleito um dos 30 jovens mais influentes do Brasil antes dos 30 anos. A indicação aconteceu por conta da pesquisa que ele, aluno da Faculdade de Engenharia da Universidade de Pernambuco, desenvolve em parceria com o Wellman Center, vinculado às universidades de Harvard e Massachusetts, ambas nos Estados Unidos. O estudo desenvolveu uma luz azul que elimina infecções bacterianas sem uso de antibótico e sem danificar o organismo.

continua após publicidade

— A gente usa só irradiação luminosa e o nome dessa linha de pesquisa é fototerapia dinâmica. Não utilizamos nenhum tipo de droga e de químico. A minha contribuição para desenvolver esse tratamento é entregar a luz para dentro do tecido, e não só na superfície. Quando cheguei no laboratório, a pesquisa, financiada pelo Exército americano, já existia e usavam uma grande máquina para emitir a luz. Ela custa quase R$ 300 mil. Eu inventei também uma lanterna de bolso que, quando começar a ser produzida, pode custar R$10 — descreveu ele. Segundo Caio Guimarães, o Exército americano começou a desenvolver essa pesquisa para tentar diminuir o número de amputações de soldados que servem no Iraque. — Lá, eles não conseguem ter o tratamento adequado quando feridos e, com isso, as bactérias se proliferam e acabam tendo que passar por amputações. Com essa invenção, a gente consegue acabar com a infecção em 62 minutos. Diferente do antibiótico, a nossa terapia não produz linhagem resistente — explica Caio Guimarães que, na semana passada, apresentou o estudo nos Estados Unidos, na maior conferencia de biotecnologia do mundo. A apresentação aconteceu pouco antes da palestra dos ganhadores do Nobel de Química de 2014, Eric Betzig e William Moener.

O universitário dedicou a indicação à mãe, Mariza, que está confinada na casa mais vigiada do país:

continua após publicidade

— Atribuo essa vitória 100% a minha mãe. A gente chegou aqui em Recife, vindo de São Paulo, com uma mão na frente e outra atrás. A gente não tinha nada. Minha mãe se endividou toda para pagar colégio particular para mim. Sempre disse que educação é o maior legado que poderia deixar para mim e para o meu irmão, de 14 anos. Assim que ela souber, vamos festejar muito.

Leia mais: http://extra.globo.com/tv-e-lazer/bbb/filho-de-ma...

.