Facebook Img Logo
  1. Edhucca Banner
Mais lidas
Entretenimento

Sucesso em Sundance, comédias femininas devem ganhar destaque em 2015

.

VITOR MORENO, ENVIADO ESPECIAL*
PARK CITY, EUA - Se o Festival de Sundance, cuja programação se encerrou no domingo (1), serve para adiantar tendências e apresentar os filmes independentes que irão ganhar destaque ao longo do ano, tudo indica que 2015 terá um forte protagonismo feminino nas comédias.
Dois filmes com mulheres no comando levaram o público do evento às gargalhadas durante o evento -e têm boas chances de fazer o mesmo com o público geral quando chegarem às salas de cinema.
O primeiro é "Mistress America", que marca o retorno da diretora Noah Baumbach e da atriz Greta Gerwig, dupla responsável pelo sucesso independente "Frances Ha".
No filme, Brooke (Greta Gerwig) é uma nova-iorquina descolada, moradora de Manhattan, com a vida aparentemente perfeita de baladas e diversão.
Com suas frases de efeito e visão de mundo pouco convencional, ela vira ao mesmo tempo ídolo e objeto de estudo de Tracy (Lola Kirke), universitária deslocada e aspirante a escritora que chegou recentemente à cidade e vai se tornar sua irmã quando os pais de ambas se casarem.
A comédia leve, com diálogos precisos, foi apontada como um dos filmes preferidos da seleção deste ano pelo diretor de programação do festival, Trevor Groth.
O outro filme da programação é o ácido "The Bronze", que abriu a programação do festival, honraria que coube a "Boyhood - Da Infância à Juventude" em 2014.
A produção acompanha a vida da ex-atleta obcecada pelo bronze que ganhou há 10 anos e que têm dificuldades de aceitar uma nova estrela da ginástica que surgiu em sua cidade no interior do Estado de Ohio, nos Estados Unidos.
O filme é estrelado por Melissa Rauch, que também foi responsável pelo roteiro, ao lado do marido, Winston Rauch.
Segundo o diretor Bryan Buckley, apesar de os dois também serem produtores do filme, ele não teve nenhum problema em trabalhar com eles no set.
"Eles são um casal muito doce", contou. "O Winston costumava ir vê-la atender mesas em um restaurante. Um dia ele ficou com tanta raiva porque uma mesa não deixou gorjeta para ela que saiu correndo atrás deles."
A atriz aparece em um registro surpreendentemente diferente do da Bernardette de "The Big Bang Theory", papel pelo qual é mais conhecida. No entanto, foi a participação na série que fez ela ter a ideia para o roteiro.
"Melissa entrou em 'Big Bang' e, de repente, virou alguém, começou a ter ideia de como a fama funciona", disse Buckley. "Quando você é de uma cidade pequena, todo mundo quer ser seu amigo e depois você é meio que esquecido."
"Com um atleta, você às vezes tem esse momento de fama apenas uma vez na vida. Depois, tem que encontrar outra coisa para fazer", observou. "Se você é ator, ainda dá para fazer papéis coadjuvantes, mas no esporte não há coadjuvantes. Eles queriam explorar essa ideia."
Estreante em longas, Buckley também contou como foi filmada uma hilária cena de sexo entre dois ex-ginastas.
"No roteiro só estava escrito 'a melhor cena de todos os tempos!'", riu. "Contratamos a [ginasta] Kristina Baskett para fazer as coreografias do filme. Esse foi o bônus do trabalho dela."
"Queríamos que fosse autêntica a como seria se dois ginastas estivessem fazendo sexo selvagem", contou. "Só digo que o resultado mudou a percepção que eu tinha sobre os ginastas."
O diretor também revelou que foi usada uma dublê do Cirque de Soleil para a sequência.

*O jornalista VITOR MORENO viajou a convite do Sundance Channel

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Entretenimento

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber